Séries de TV
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Séries de TV
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Séries de TV
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

10 micos de Ross Geller que fizeram você chorar de rir vendo ‘Friends’

BingeWatchMe
há um ano30 visualizações

por Sheila Vieira

Racionalmente, eu não gostava do Ross. Nunca comprei que ele era esse príncipe romântico que “Friends” queria vender. Mas, é impossível negar, nenhum personagem me fez ter mais crises de riso vendo este seriado do que o personagem de David Schwimmer. Todos os ‘amigos’ pagaram os seus micos, mas nenhum deles foi humilhado de formas tão maravilhosas e diversas como o paleontólogo. Relembremos os melhores:

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Mico do bronzeamento artificial

Vendo este episódio, você aprendeu que americanos têm diferentes maneiras de contar e isso pode fazer uma pessoa ficar metade morena e metade branquela.

E, como sempre, temos o Chandler com a melhor zoeira para a situação:

Mico do beijo na prima

Este não é o mais lembrado, mas é o meu favorito. É trágico, hilário e faz você querer se esconder atrás do sofá de vergonha por ele.

Mico do discurso bêbado

Como fazer o episódio em que Ross descobre que Rachel está namorando Joey não ser totalmente triste? Escreva esta cena:

Mico dos dentes clareados

O bom de “Friends” é que a série retratava todas as coisas ridículas que as pessoas faziam na virada do milênio. Além de bronzeamento artificial, o clareamento dental extremo também era moda. E produziu este momento maravilhoso: 

Mico do sofá

Depois de comprar um sofá e se recusar a pagar a taxa de entrega (sério, “Friends” é muito a nossa vida), Ross decide chamar a galera para subir o móvel pelas escadas. E com isso você aprendeu a grande expressão: PIVOOOOOOOOOT.

Mico do Tatu Natalino

Ross não achou uma fantasia de Papai Noel para o Natal, mas aproveitou uma roupa de tatu disponível para tentar fazer seu filho gostar do Hanukkah. Chandler quase roubou a cena vestido de “bom velhinho”, mas acabou ajudando o amigo a ensinar a tradição judaica para o filho. 

Mico da paquera com a moça da pizza

Uma das melhores piadas recorrentes de “Friends” é como Ross era totalmente incapaz de flertar com mulheres. O melhor momento foi durante este episódio com a entregadora de pizza, no qual ele ficou desesperado a ponto de puxar assunto sobre cheiro de gases.

Mico da gaita de fole

Um mico tão grande que fez a Jennifer Aniston não aguentar e começar a rir no meio da cena.

Mico do teclado

Como todo menino mimado, Ross nunca teve alguém que falasse que ele simplesmente não tinha talento musical. Mais uma vez, só Phoebe compreende a sua genialidade.

Mico da calça de couro

Fechando com chave de ouro, com o melhor mico de todos os tempos da televisão! É extremamente desesperador, porque isso pode acontecer com qualquer um de nós (que tenha mau gosto suficiente para usar uma calça de couro). E a participação de Joey, apenas piorando o problema e desligando o telefone, é o que faz deste um dos grandes momentos das 10 temporadas de “Friends”.

Então, Ross, você pode não ser nosso personagem preferido, mas muito obrigada pelas risadas.

#friends #rossgeller #TV #funnymoments

Achar Better Call Saul pior que Breaking Bad porque 'nada acontece' é burrice

BingeWatchMe
há um ano24 visualizações

por Sheila Vieira

O problema de “Breaking Bad” ter virado um fenômeno apenas nas temporadas finais, e a maioria de seus fãs ter feito ‘maratona’ das primeiras temporadas, é que eles começaram a acompanhar “Better Call Saul” esperando episódios como “Ozymandias” ou “Felina” quase toda semana. Mas não.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O seriado sobre Jimmy McGill é exatamente como o de Walter White em suas temporadas iniciais.

Achar Better Call Saul pior que Breaking Bad porque 'nada acontece' é burrice

Você se lembra do ritmo da primeira temporada de Breaking Bad? Walt demorou três episódios para matar o cara que ele confrontou no piloto. Depois foram mais três capítulos até ele e Jesse conseguirem um esquema de distribuição com Tuco. E a season finale foi um encontro com Tuco, no qual o traficante mata um associado na frente de Walt e Jesse. 

O supervilão Gus Fring só aparece pela primeira vez no antipenúltimo episódio da segunda temporada! Skyler descobre o que seu marido realmente faz no começo da terceira, ou seja, quase na metade do programa.

Por que Vince Gilligan e Peter Gould não têm pressa para mover a trama freneticamente?

Porque eles fazem televisão DE QUALIDADE. Televisão em que cada cena toma o seu tempo e tem um propósito. E este propósito não é explícito ou explicado por alguém. O motivo pode aparecer depois ou pode ser apenas uma maneira de conhecer o que está por trás da motivação de um personagem.

Vários dos “cold opens” (as cenas antes da abertura) de Better Call Sall são flashbacks que, de forma sutil, colocam luzes em várias situações e dinâmicas que vemos entre Chuck e Jimmy no tempo “real”.

Gilligan e Gould não tratam o espectador como burro. Mas estamos vendo por aí que uma boa parte é.

Você tem uma temporada inteira de Mike conhecendo a extensão do cartel além de Nacho e achando que está por cima da história. Até que, em sua cena final, ele descobre que há alguém superior vendo tudo. Eles poderiam ter feito isso em dois episódios? Com certeza. Mas isso seria um insulto à inteligência de Mike e à do personagem misterioso, que provavelmente é Gus Fring.

Nem acredito que estou escrevendo isso, mas houve quem criticasse a personagem Kim Wexler. Ela seria “sem graça”. Porque é uma mulher competente, independente, que faz suas próprias escolhas, e é tão ou mais inteligente quanto o todos os homens ao seu redor, que às vezes tentam manipulá-la.

Mas sabe como é. As pessoas estão tão acostumadas a ver a fantasia da estagiária que dá para o chefe na TV, que se assustam quando uma mulher real é representada.

(Skyler também era uma mulher de verdade, sem a integridade moral de Kim, mas odiada pelo público porque não era totalmente submissa a Walter.)

Espero que a AMC leve isso em conta antes de exigir que Gilligan e Gould mudem a direção que eles imaginam para a série ou a edição (aliás, que alívio ver uma edição que não corta a cada quatro segundos). Para quem curte uma reviravolta ou morte sem sentido só para chocar a cada episódio, há diversas opções por aí na televisão.

Breaking Bad fez história porque sempre priorizou uma narrativa bem desenvolvida, com roteiro, direção e atuações impecáveis. Vejo tudo isso em Better Call Saul. Não vai ser melhor do que a série original? Claro que não. Mas nenhum seriado será.

#bettercallsaul #breakingbad #TVshows

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
giucarpes
Conteúdo e comunidade - Storia Brasil - giuliander.carpes@storia.me