Séries de TV
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Séries de TV
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Séries de TV
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

10 seriados que se alongaram demais e perderam a graça no final

BingeWatchMe
há um ano33 visualizações

Sim, tem muito spoiler aqui.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
10 seriados que se alongaram demais e perderam a graça no final

A gente queria que estes seriados durassem para sempre, mas a verdade é que eles deveriam ter terminado antes e mantido a dignidade. Afinal, poucas coisas são tão frustrantes quanto ver um programa que mudou sua vida e ocupou tantas horas do seu dia a dia definhando e virando uma caricatura de si mesmo.

Mas acontece. Como provam as séries abaixo:

Lost

É inegável que "Lost" foi um marco na história da TV, com suas teorias, mistérios, 1478 personagens complexos e os relacionamentos intrigantes entre eles. Porém, quanto mais a série se alongava, mais ficava claro que os autores não tinham todas as respostas para as perguntas que levantaram e começaram a apelar para outros artifícios. Os "flashforwards" foram bem feitos, mas as "viagens no tempo" foram MICÃO. Ladeira abaixo a partir da quinta temporada.

House

Em suas quatro primeiras temporadas, "House" era um drama médico envolvente, com ótimas pitadas de humor (muito mérito de Hugh Laurie, um humorista de raiz). Mas a sétima temporada terminou de maneira absurda: com House derrubando a casa de Cuddy com seu carro. Apesar de ser um babaca, o personagem nunca havia mostrado anteriormente sinais de que tentaria machucar fisicamente alguém, ainda mais sua ex-namorada. Para piorar, perdemos a presença da ótima atriz Lisa Edelstein. Não houve como redimir o protagonista deste erro e por isso não foi surpreendente quando anunciaram que a temporada seguinte seria a última.

How I Met Your Mother

Uma sitcom que começa com uma proposta tão fechada (descobrir quem é a famigerada mãe) certamente teria muita dificuldade para se estender por nove anos. A ideia para a última temporada foi gastá-la quase inteira para contar como foi um casamento, sendo que tudo foi absurdamente apressado em seguida no episódio final. Eventos importantíssimos para os personagens, como o divórcio de Barney e Robin e a morte da mãe, foram vistos de forma corrida, em poucos minutos. Até rolou um vídeo do "Hitler Reacts" sobre o capítulo.

Dexter

Em suas quatro primeiras temporadas, "Dexter" era tão bom quanto "Breaking Bad". SIM, EU FALEI ISSO. Excelente roteiro, direção corajosa, tramas surpreendentes e atores incríveis: o drama da Showtime tinha tudo. No entanto, depois de matarem Rita, os autores se perderam. Até fizeram uma boa quinta temporada (mérito de Julia Stiles e Jonny Lee Miller), mas entraram em um buraco sem saída quando inventaram que Debra se apaixonou por Dexter. TAMBÉM CONHECIDO COMO IRMÃO DELA, #credo. Eles destruiram o melhor relacionamento do programa e gastaram boa parte das últimas temporadas com a insuportável Hannah McKay. E a Deb ainda sofre uma morte incrivelmente sem graça no final. Que desgraça.

Glee

A série musical já havia perdido o fôlego a partir da quarta temporada, mas a morte de um dos atores principais, Cory Monteith, deixou a continuação do programa ainda mais forçada. Rachel (Lea Michelle) e companhia ainda ficaram no ar por mais um ano e meio, voltando para McKinley para ensinar garotos. O final da quinta temporada, com a protagonista encontrando o sucesso em Nova York, era muito mais adequado para a conclusão do seriado.

Revenge

A gente sempre brincava que "Revenge" tinha uma trama de novela latina e isso acabou sendo provado, porque a narrativa simplesmente não conseguiu se reinventar por muito tempo. Foram só quatro temporadas e mesmo assim já durou bem mais do que deveria. A ABC deveria ter adotado o formato de "alguns meses" da Globo.

10 seriados que se alongaram demais e perderam a graça no final

Scrubs

Uma das primeiras comédias de uma câmera só (aquelas que não são filmadas com plateia e cenário teatral, como as sitcoms tradicionais) que fizeram sucesso, "Scrubs" não soube a hora de parar. Eles demoraram muito tempo para reunir J.D. e Elliot e, quando o casal voltou a ficar junto, ninguém mais estava assistindo. Pior ainda: inventaram uma última temporada em que J.D. e Elliot mal apareceram. Nada a ver.

True Blood

Alguém explica a morte do Bill e aquele mostro de fumaça ridículo? O drama da HBO começou como um dos programas mais ousados da TV, tratando a temática dos vampiros com muita maturidade, ao contrário da apropriação adolescente romântica destas criaturas. Mas as últimas temporadas foram só uma enorme decepção.

Melrose Place

Direto do túnel do tempo! Sim, desde os anos 90 as séries já nos decepcionavam. O motivo aqui foi clássico: vários atores não queriam mais participar da série e simplesmente foram substituídos por personagens sem graça. POR QUE FAZEM ISSO?

Buffy, a Caça-Vampiros

Apesar de ainda ser muito celebrada e agora um seriado "cult", Buffy também deixou seus fãs um pouco decepcionados com a última temporada. Muitos acreditam que o final da quinta, no qual Buffy se sacrifica para salvar sua irmã, deveria ter sido o desfecho definitivo. Mas tiveram que ressuscitá-la na sexta, PORQUE SIM.

10 seriados que se alongaram demais e perderam a graça no final

Alguma série que você amava também te desapontou? Desabafe nos comentários! #abraçocoletivo

#series #tvshows #tv #buffy #lost #HIMYM #dexter #house #glee 

10 vídeos que mostram por que amamos Amy Schumer

BingeWatchMe
há um ano17 visualizações
10 vídeos que mostram por que amamos Amy Schumer
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Você já deve ter ouvido falar da Amy Schumer em algum momento, mas nunca parou para entender por que tanta gente a considera uma das melhores comediantes do mundo na atualidade. Como eu sou uma pessoa muito boazinha, fiz uma seleção de dez vídeos sensacionais do programa "Inside Amy Schumer" para você também se apaixonar por ela:

Transformação de reality show

Neste quadro, estamos em um daqueles reality shows que transformam uma mulher sem graça em uma modelo deslumbrante (com ajuda de maquiagem, roupas caras e cabeleireiro, claro). Alguns meses depois, eles voltam à casa da 'transformada' para ver como ela está e... ela decidiu não tomar banho ou se trocar, porque voltaria a ser feia como antes.

Você (não) precisa de maquiagem

Agora estamos em um clipe de uma boyband, com uma das daquelas músicas que dizem para as garotas que elas são lindas "naturalmente". Porém, quando Amy tira sua maquiagem, os garotos se assustam e mostram que a história de "te acho linda como você é" é uma grande ladainha.

Aula de ginástica

O quadro se passa em uma academia só de mulheres, que tem uma instrutora com um comportamento extremamente inadequado. É uma maneira de evidenciar o quanto achamos os assédios do cotidiano comuns quando são praticados por homens, e só conseguimos ver o absurdo da situação quando é uma mulher na mesma posição.

Histórico da internet

Uma mulher decide fuçar o histórico de pesquisa de seu namorado no computador enquanto ele toma banho e tem uma surpresa muito agradável. Porém, ela não sabe de nada...

Garotas que são 'brothers' dos caras

Quatro amigos em um bar conversam sobre como eles adoram as "garotas que são brothers". Elas são gostosas, mas "sem frescura". A conversa acaba tomando um rumo meio curioso e os rapazes percebem que, talvez, eles só amam um reflexo do próprio espelho.

Entrevista de talk show

Neste quadro, Schumer dá aquela ZOADA nas atrizes que fazem de tudo para agradar em programas de talk show: dizem que estão SUPER DESCONFORTÁVEIS com o vestido curtinho, flertam com o apresentador, dizem que não saem de fim de semana e gostam de história em quadrinhos. É maravilhoso.

Dicas de sexo de revista

O cenário é a redação de uma revista feminina em que as jornalistas precisam inventar 75 novas dicas de sexo para a próxima edição. As ideias são um tanto absurdas e acabam causando danos irreparáveis.

Enrolando a namorada

Este é um comercial de joias que não são anéis de noivado, mas são chiques o suficiente para deixar sua namorada esperando por um pedido de casamento por mais alguns anos enquanto você decide se não vai achar alguém melhor.

Último dia de gostosa

Quadro que fez Schumer estourar mundialmente, o "Last Fuckable Day" conta com as atrizes Julia Louis-Dreyfus, Tina Fey e Patricia Arquette comemorando o "último dia de gostosa" de Julia. A esquete toda é uma crítica aos padrões de Hollywood, nos quais uma mulher em determinada idade deixa de pegar papéis de protagonista e vira a "mãe do Tom Hanks".

12 homens e uma sentença

Atores como Jeff Glodblum e Paul Giamatti fazem uma paródia do filme antigo, com 12 homens discutindo em uma sala se Amy Schumer é gostosa o suficiente para estar na televisão. Mais um chute na cara do machismo com humor!

Por isso amamos Amy Schumer! Se você não gosta, vou te chamar de HATER!

#amyschumer #insideamyschumer #tv #comedy #sketches 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
giucarpes
Conteúdo e comunidade - Storia Brasil - giuliander.carpes@storia.me