Séries de TV
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Séries de TV
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Séries de TV
ic-spinner
Everyone has a story to tell
Find the best stories to read and people to follow. Get inspired and start writing great stories yourself or with your friends. Share and let the world know.

Miley Cyrus se junta aos técnicos nos nocautes do The Voice. Veja prévia.

Miley Cyrus se junta aos técnicos nos nocautes do The Voice. Veja prévia.
Collaborate with friends on topics you love
Request co-authorship ▸

As audições às cegas e as batalhas já passaram e agora é hora de decidir quem vai para os shows ao vivo da décima temporada do The Voice. A fase dos nocautes mantém o formato de um contra o outro, mas os cantores se apresentam sozinhos, ao invés de em um dueto, e escolhem suas próprias músicas.

Para orientar os candidatos e os técnicos Christina Aguilera, Adam Levine, Pharrell Williams e Blake Shelton durante os ensaios, a cantora Miley Cyrus foi convocada. Vestida da maneira extravagante e patriota de sempre, a ex-Hannah Montana mandou bem nesta prévia com a cantora Hannah Houston, do time de Pharrell.

Como o vídeo dela já foi "vazado" pelo canal oficial do programa no YouTube, é bem provável que Hannah tenha vencido sua batalha. No entanto, sua versão de "House of The Rising Sun" ficou bem abaixo da de Kimberly Nichole, da oitava temporada:

Bem mais interessante foi outro vídeo prévia, com Shalyah Fearing cantando "A Broken Wing", também para o Time de Pharrell. Ou seja, já sabemos duas das cinco pessoas que formarão o time do produtor para os shows ao vivo.

Até o momento, ainda acredito que Christina Aguilera tem a melhor equipe. Mas os country sem graças de Blake Shelton sempre são fortes. Adam Levine que ficou um pouco para trás. Não deu muita sorte nas audições às cegas e ainda se livrou de Mike Schiavo, um dos poucos integrantes do time dele que haviam se destacado.

Os programas vão ao ar segunda e terça na NBC, mas o Canal Sony está passando neste ano as versões legendadas nas terça e quarta-feiras da mesma semana. Antes de Miley Cyrus, Taylor Swift, Rihanna, Chris Martin (Coldplay) e Nate Ruess (Fun) foram conselheiros na terceira fase do The Voice.

#mileycyrus #thevoice 

Começaram as batalhas no The Voice! Relembre os duetos mais épicos.

A fase mais legal do The Voice começou nesta semana, com as batalhas! Os duetos, em que os candidatos cantam juntos, mas ao mesmo tempo brigam para mostrar quem tem a maior voz, acabam resultando nas apresentações mais épicas do programa da NBC. Vamos então relembrar as mais marcantes? Aumente o volume!

Collaborate with friends on topics you love
Request co-authorship ▸
Começaram as batalhas no The Voice! Relembre os duetos mais épicos.

Quando você junta uma música maravilhosa, como "Ain't No Mountain High Enough", com uma cantora incrível e um artista performático e carismático, não tem como errar. Pharrell acabou escolhendo Mark Hood (errado) e não havia mais "roubos" para Celeste ir para outro coach. A produção fez uma "boninhada" e a trouxe de volta nos shows ao vivo. 

Para quem acha que os cantores do The Voice gritam demais, um bom contraponto é este dueto de Christina Grimmie e Sam Behymer em "Counting Stars". Sam tenta berrar um pouco além do que a música pede e Adam Levine fez a escolha certa ao preferir a baixinha, que depois mostrou que também tinha uma voz potente e chegou à final.

Voltemos então à gritaria, de altíssimo nível. Sisaundra Lewis foi uma das vocalistas mais potentes que o programa já teve e alcançou uma série de notas impossíveis em "It's a Man's, Man's, Man's World", sem esquecer a elegância no palco. Porém, Biff Gore também cantou demais e encheu a apresentação de carisma. Blake Shelton ficou com a grande voz, mas nós podemos ouvir este dueto para sempre!

Agora temos dois cantores de soul pop interpretando a linda música "Signed, Sealed, Delivered, I'm Yours". Delvin Choice e Josh Kaufman deram uma aula de como tratar um clássico com respeito e carinho e até fizeram um "drop mic" no final. Adam Levine escolheu Delvin e acabou permitindo que Usher roubasse Josh, que acabou sendo o campeão da temporada.

Novamente, dois homens sem medo de serem vulneráveis. Luke Wade e Griffin cantaram "Maybe I'm Amazed" e obviamente o primeiro venceu, por ser um cantor muito superior. Por mais que uma versão só de Luke tivesse sido melhor, temos que reconhecer o esforço de Griffin com aqueles falsetes no final.

Jordan Smith praticamente não deu passos em falso na nona temporada, mas seu favoritismo quase ficou em risco após o dueto com Regina Love em "Like I Can". A cantora tinha mais alcance, mas Adam Levine apostou em Jordan e acertou, já que ele venceu o programa. Regina foi salva por Gwen Stefani, mas naufragou logo no começo dos shows ao vivo, desafinando incrivelmente com "Hello", da Adele.

Que tal uma apresentação sem notas absurdamente altas, mas extremamente afinada e divertida? Menlik Zergabachew e Troy Ritchie estavam mais preocupados em fazer um dueto legal do que chamar a atenção dos coaches e mandaram muito bem.

Toda temporada tem alguém cantando "If I Ain't Got You", da Alicia Keys, mas a apresentação mais legal foi de Mayia Sikes e Elyjuh René. Nenhum dos dois foi muito longe no time de Pharrell, no entanto.

"Stay" é outra figurinha carimbada no The Voice e a melhor versão é de India Carney e Clinton Washington, do time de Christina Aguilera. Muita nota alta, muito melisma e dramaticidade, assim como Xtina gosta. 

Eu não poderia fechar esta lista sem colocar minha cantora favorita de todas as edições de The Voice, Kimberly Nichole. Provocativa, como sempre, ela provou a cada fase que não era necessário fazer cara de choro para ser uma diva. Pharrell tomou mais uma decisão errada ao escolher o Lowell Oakley, porque sabia que alguém roubaria Kimberly e os dois permaneceriam no programa. Sorte de Christina Aguilera.

#thevoice #adamlevine #pharrell #christinaaguilera #battlerounds

You've read the story folder
Story cover
written by
Writer avatar
giucarpes
Conteúdo e comunidade - Storia Brasil - giuliander.carpes@storia.me