OUTROS

Um certo perrengue stoniano

Autor

Os Rolling Stones fizeram neste sábado o primeiro show de uma série de quatro que realizam no Brasil esse ano. Foi no Maracanã, no Rio. Eu fui. E que perrengue. Caiu um pé d'água horas antes do show bem quando chegávamos ao estádio. Uma capa de plástico comprada às pressas de um ambulante evitou molhar a bermuda e a camiseta - e, por consequência celular, documento e dinheiro. Mas os tênis ficaram encharcados.

Um certo perrengue stoniano

Os telões do show também sofreram avarias com a chuva e precisaram ser consertados (abaixo a situação um pouco antes de Mick Jagger e cia entrarem em cena, o da direita do palco estava completamente apagado), o que atrasou o show em uma hora. A pista, de onde assistimos o show, estava superlotada. Algumas pessoas passaram mal com o aperto. Tenho certa fobia a multidões e precisei me controlar. Deu tudo certo, mas não foi confortável em nenhum momento.

Um certo perrengue stoniano

As fichas de comida e bebida eram do papel frágil usado em máquinas de cartão de crédito e desmanchavam com a água. As filas na chuva eram enormes porque só havia um local para comprar fichas de consumo, o sistema e os atendentes eram de uma lentidão incrível. Enfim, a bagunça e o perrengue característicos de grandes eventos no Brasil. Mesmo que pague caro, o consumidor é sempre tratado como boiada.

O show em si? Farei uma avaliação em outro momento. Se valeu a pena? Talvez ainda seja cedo demais para avaliar. As pessoas que estavam lá e com quem eu falei, em geral, acharam que valeu. Quem sou eu pra discordar? Eu sou um chato (risos).