ARTES

O amor

gocking
Author
gocking

Fingi que não sofri quando foste embora

mas sofri, sofri e ri

E gargalhei em rumo a cachaça

arragado a ideia de não te ver nunca mais

Tu me dobrava e eu te passava

o amor era como jamais

Me deleito no meu pensar,

Me rendia ao teu peito,

Me afogava em teu mar,

Me livre desse amargo pesar.

Sacione meu prazer

preencha meu lazer

Uma sede inconformada já me consome da boca do estômago até aonde meu grito consegue raiar

O amor, ó amor!

Ele que é bondoso e também perigoso é o líquido de tal alvoroço