PETS

Rússia quer acabar com problema de cães abandonados até começo da Copa, mas causa polêmica

Autor

Faltam apenas quatro meses para o início da Copa do Mundo e uma atitude que poderia ser louvável está causando a maior polêmica na Rússia.

O governo do país resolveu acabar com o problema dos cães abandonados nas cidades que vão sediar o Mundial - estima-se que haja 2 milhões de cães de rua na Rússia, já que os habitantes são resistentes em castrar os animais e a taxa de abandono é muito alta.

Há pouco tempo, o governo russo começou uma campanha para tirar os cachorros da rua e uma empresa chegou a ser contratada para tal finalidade. O problema, segundo entidades de defesa animal, é que está havendo uma operação de matança em vez de acolhimento.

“Recebemos muitas petições de ativistas de direitos dos animais e cidadãos solidários que afirmam que os cães estão sendo baleados em massa e sendo submetidos à eutanásia em várias cidades-sede da Copa do Mundo”, disse o chefe do comitê de proteção ambiental da Câmara baixa russa, Vladimir Burmatov, ao jornal Parlamentskaya Gazeta.

O governo se pronunciou e afirmou que "todas as medidas que podem ser classificadas como maus tratos dos animais" devem ser eliminadas. E ressaltou que a campanha é para os cachorros serem vacinados, castrados e recolhidos a abrigos.

Rússia quer acabar com problema de cães abandonados até começo da Copa, mas causa polêmica

Foto: Pixabay

#cachorro #dog #copadomundo #russia #futebol #pet #guiapet #polemica