GENTE

Uma vaquinha para salvar o castelo francês

Yazar

Mais de 7400 pessoas de todo o mundo, estranhas entre si, se reuniram para comprar um castelo na França, que estava à beira das ruínas.

Uma vaquinha para salvar o castelo francês

O projeto de crowdfunding (uma vaquinha, em tradução livríssima para o português), organizado pelos moradores da cidade de Les Trois-Moutiers, angariou mais de 500 mil euros em apenas 40 dias para comprar o Chateau de la Mothe-Chandeniers, no oeste do país. Trata-se, segundo os organizadores, do primeiro projeto desse tipo no mundo.

Cada doador receberá ações de uma empresa criada no início do ano, que passará a administrar a magnífica construção. Assim, o novo castelo terá 7400 donos. Os co-proprietários, que tiveram que pagar, no mínimo, 50 euros cada, terão o direito de opinar sobre as decisões administrativas, além de estar entre os primeiros visitantes do castelo reformado.

Desde 1981, o castelo estava nas mãos de Marc Deyemer, um ex-professor de matemática do Ensino Médio. Uma má administração, no entanto, fez com que ele fosse se deteriorando. Em pouco tempo, a vegetação foi tomando conta e emergindo das janelas, torres e varandas. Parecia fadado a um melancólico fim.

Deixava para trás, assim, o tempo de fausto, desde o século XIII, reduto da família Baucay, os lordes de Loudun. Tomado duas vezes por ingleses durante a Idade Média, tornou-se centro de grandes comemorações do reino – até cair em decadência, depois de sucessivos incêndios.

Hoje, ele volta à vida com uma pequena ajuda da economia dos novos tempos plebeus.