JornadaGeek notícias em geral
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
JornadaGeek notícias em geral
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
JornadaGeek notícias em geral
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

CÍRCULO DE FOGO 2 | Guilhermo Del Toro fala sobre sua ausência na direção

Jornada Geek
há 6 meses328 visualizações

Já em desenvolvimento há algum tempo, agora aos poucos o filme Círculo de Fogo segue ganhando novidades. Desta vez, Guilhermo Del Toro (Círculo de Fogo) falou sobre sua decisão de não dirigir a sequência do longa.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
CÍRCULO DE FOGO 2 | Guilhermo Del Toro fala sobre sua ausência na direção

Em entrevista com o site Collider, o mesmo compartilhou o motivo de não ter aceitado dirigir o longa, somente produzi-lo:

“O momento ficou complicado. Tinha esse pequeno filme, The Shape of Water, que eu queria muito fazer. Em um ponto em fiquei entre Liga da Justiça Sombria e Círculo de Fogo, então escolhi o segundo. Mas, na realidade, me disseram que ele seria adiado, porque havia toda uma troca de comando – a Legendary seria vendida para uma companhia chinesa (Wanda Group). Eles disseram que íamos precisar esperar 9 meses antes de começar a produção e eu tinha que filmar um outro projeto. Então eu filmei o meu filme (The Shape Of Water) e escolhemos Steven DeKnight.”.

Confira também outras notícias em nosso site: 

Vale lembrar que Adria Arjona, Jing Tian, Cailee Spaeny, Scott Eastwood e John Boyega estão no elenco do filme. Boyega viverá o filho de Stacker Pentecost, personagem que foi interpretado por Idris Elba no primeiro filme.

Pacific Rim: Uprising (Círculo de Fogo 2) estreia em 23 de fevereiro de 2018 nos EUA.

13 Reasons Why | Série da Netflix é um relato dos erros na nossa sociedade

Jornada Geek
há 7 meses383 visualizações

Em um mundo que apresenta cada vez mais séries e filmes de diversos gêneros, é sempre bom observar quando algo diferente acaba surgindo na sua frente. E olha, isso até tem acontecido com cada vez mais frequência. Seja em um filme sci-fi, ação, ou drama, temáticas da sociedade tem sido cada vez mais abordadas ao longo dos recentes lançamentos da sétima arte. Contudo, o que fazer quando um único título decide abordar vários aspectos e problemas da sociedade ao longo da sua trama? Bem, talvez até sexta-feira isso não teria respostas, mas Os 13 Porquês consegue fazer você pensar sobre isso.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
13 Reasons Why | Série da Netflix é um relato dos erros na nossa sociedade

A trama da série já começa lhe apresentando uma questão pesada: sua protagonista, a jovem Hannah Baker (Katherine Langford) cometeu suicídio, mas aparentemente ninguém sabe por qual razão. Bem, não até o início da narrativa. Logo em seu primeiro episódio, Clay Jensen (Dylan Minnette) recebe uma caixa com fitas cassetes. Para sua surpresa, elas são gravadas por Hannah, que logo no início deixa claro que ali estão os 13 Porquês da sua morte. E o pior: se você estiver ouvindo, então em algum momento você será citado ao longo delas. A partir de então, os episódios são desenvolvidos através da visão de Clay, que por sua vez era apaixonado por Hannah e não entende como se tornou um dos motivos. Enquanto tenta descobrir, ele vai então tomando conhecimento de vários outros acontecimentos contados por ela, enquanto também tenta obter justiça e entender tudo aquilo.

Confira o texto completo no site: 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por