DICAS

5 motivos para assistir "BoJack Horseman"

Júlia Korte
Author
Júlia Korte

Confira todos os episódios dessa produção original da Netflix antes da estreia da nova temporada

5 motivos para assistir "BoJack Horseman"

Foto: reprodução/ Uphrust 

Até que enfim! Prestes a estrear a sua 4ª temporada, a Netflix acaba de divulgar o novo trailer de BojackHoserman. Confira:

Os episódios, que serão disponibilizados a partir de 8 de setembro, acompanham os personagens após o desaparecimento do protagonista, BoJack. Diane Nguyen está atrás dele de qualquer maneira, mas não parece ter tido muito sucesso na empreitada. Enquanto isso, Mr. Peanutbutter está concorrendo a governador da Califórnia.

Mas se você chegou até aqui e ficou sem entender nada, esse post também é para você (e não se preocupe, nada dito acima é spoiler que estraga). Sabemos que essa animação adulta é provavelmente uma das melhores séries da Netflix e, ao mesmo tempo, uma das menos valorizadas. 

5 motivos para assistir "BoJack Horseman"

Foto: reprodução/ O Vício

A série, criada por Raphael Bob-Waksberg, é produzida pela Netflix desde 2014 , e traz animais racionais com personalidades interessantes e caricatas, convivendo em uma sociedade muito com a nossa, por assim dizer. E essas atribuições dos personagens expõem, de maneira cômica, sentimentos reais e relacionáveis, como a tristeza, ansiedade e a solidão - mesmo sendo um mundo fantástico. Sem contar que é uma criação visual completa, graças ao trabalho da cartunista e produtora Lisa Hanawalt, que criou todo o design da animação.

Então, corre que dá tempo! Deixe seu preconceito de lado e faça uma maratona. Olha só algumas das principais razões para dar uma chance:  

Sinopse relevante. Humanos e animais antropomorfizados convivem lado a lado na produção. A série gira em torno de BoJack Horseman, um ator decadente e alcoólatra de Hollywood para lá de ególatra. Com forma meio humana, meio cavalo, ele protagonizou um programa de TV de sucesso na década de 1980, mas agora luta contra a depressão já que os seus dias de glória ficaram no passado. Para tentar voltar a ser relevante, a trama começa com ele prestes a lançar sua autobiografia com a ajuda da ex-namorada, Princess Carolyn, e a ghostwriter Diane Nguyen. Divertido, no mínimo. 

Elenco talentoso. Bojack conseguiu um feito: reunir Will Arnett, de Arrested Development, e Aaron Paul, de Breaking Bad, em uma história inteligente. Além disso, traz Alison Brie, de Mad Men, e Amy Sedaris dando vida às animações. Em complemento a esse elenco de peso, tem ainda um quê de Simpsons, ao trazer participações especiais incríveis, que incluem nomes como Stanley Tucci e Amy Schumer. Não bastasse, trazem atores como Daniel Radcliffe e até o músico Paul McCartney interpretando a si mesmos.

Sátiras ótimas. Com humor extremamente aguçado, essa série é uma crítica ao mundo das celebridades e cultura das redes sociais, ao glamour de Hollywood e a sociedade do espetáculo. Ao mesmo tempo, é uma das produções originais mais engraçadas da Netflix, valendo cada minuto da sua maratona; enquanto garante boas risadas, faz você refletir sobre o vazio do universo das celebridades e mundo que cultua essa ostentação.

Traz uma crítica à sociedade com leveza. É impressionante como na construção da narrativa BoJack consegue abordar temas tão complexos com bom humor. Seguindo os passos de produções estilo “Uma família da pesada”, vemos assuntos sérios tratados com acidez. De temas relacionados ao machismo, culto ao corpo perfeito e até alimentação, temos profundidade de noticiário trazidos com sutileza e astúcia.

É cheia de referências ao cinema e TV. Por conta do universo em que se passa a trama, é natural que esteja cheio de alusões ao show business e celebridades. Se você prestar atenção, vai encontrar em cada detalhe uma adaptação do mundo real (tipo o cantor Jay Zebra, que seria o marido de Beyoncé).