NETFLIX

6 razões para dar uma chance a Grace and Frankie

Júlia Korte
Autor
Júlia Korte

Porque as duas personagens são o melhor da comédia na TV 

6 razões para dar uma chance a Grace and Frankie

Foto: Grace and Frankie (Netflix/ Reprodução) 

Está com saudades de maratonar uma boa série de comédia? Aos fãs órfãos de produções na pegada de “How I Met Your Mother” e enquanto você espera a nova temporada de “Modern Family”, a nossa recomendação é: não perca mais tempo e coloque os episódios de “Grace and Frankie” em dia.

Essa produção original do Netflix, que acaba de estrear sua quarta temporada na plataforma de streaming, vem fazendo o maior sucesso e conquistando uma base leal de fãs. E não é à toa; é muuuuito divertida, com um humor inteligente - acima da média nas sitcoms nesse formato família.

Se você ainda não conhece nada da história e sempre passou batido, segue alguma razões para assistir:

1. A criadora da série é a mesma de Friends. Marta Kauffman assina ao lado de Howard J. Morris essa nova produção. Ou seja, espere cenas bem divertidas, um humor leve, mas personagens que é difícil não se apaixonar. Fazia tempo que não éramos agraciados com algum assim, né?

2. Não existe nenhuma produção com trama parecida na TV. A história é muito original e acompanha duas mulheres cujos maridos são sócios de longa data, mas, apesar da amizade deles, nunca se deram bem. Até que eles contam que são gays e têm um caso há anos e agora, na terceira idade, querem o divórcio para morarem juntos. Assim, discute relacionamentos, família, amor de uma forma pouco vista. Olha só o trailer: 

3. Jane Fonda e Lilly Tomlin (Grace and Frankie, respectivamente) são maravilhosas. As duas mulheres não poderiam ser mais diferentes uma das outras. Enquanto Grace sempre teve seu jeitão madame viciada em martinis e roupas caretas, Frankie é toda paz e amor, adora fumar um baseado e fazer pintura ou ioga. Imagina só o encontro das duas o que não rende de aventuras? 

4. Os atores no geral são ótimos. É uma delícia ver as duas juntas nas telas, mas o resto do elenco não deixa a desejar. Martin Sheen e Sam Waterston, que interpretam os maridos em questão, fazem isso com primazia. Os personagens são bem complexos e, de maneira leve, eles tornam mais fácil acompanhar o desenvolvimento dessa narrativa, que ganha força a cada episódio. 

5. A série é hilária. De cenas com vibradores, muito álcool e até elas ficando altas com drogas, é muito engraçado acompanhar as aventuras das duas, que estão descobrindo um novo mundo aos 70 anos, depois de uma vida inteira em casamentos, filhos, etc. Cada personagem foi cuidadosamente escolhido para trazer um tom diferente. Apesar disso, tem horas que o drama toma conta na medida também. 

6. Apesar do humor, os temas são interessantes e importantes. É difícil ver alguma produção na telinha abordar com tanta leveza e inteligência alguns assuntos como autoestima, qualquer coisa relacionada a terceira idade, preconceito, sair do armário depois dos 70, sexo, relacionamentos... Além desses tópicos enormes, há também algumas situações que são super cotidianas e fica fácil de se relacionar.