Close certo
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Close certo
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Close certo
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

A volta de Annabelle e outros destaques dos cinemas em agosto

Júlia Korte
há 3 meses2.5k visualizações

Um calendário necessário com as estreias das telonas esse mês

A volta de Annabelle e outros destaques dos cinemas em agosto
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Foto: Divulgação

O mês está cheio de novidades para amantes do cinema. Tem filmes de diversos países e gêneros diferentes. Além de sucessos da crítica, teremos a volta de alguns queridinhos do público, com recordes de bilheteria lá fora, e o lançamento de produções entre as mais esperadas para 2017.

Então, saia do sofá e garanta o seu ingresso porque agosto promete!

Abaixo, uma lista com alguns destaques e todas outras estreias por semana:

03.08 - Planeta dos Macacos: A Guerra

O filme, que está sendo considerado um dos melhores da franquia até então, já arrecadou US$ 224 milhões em bilheteria mundial. Nessa história, os macacos lutam uma batalha mortal com o exército de humanos - liderados por um coronel extremamente cruel. Depois que os macacos sofrem perdas, Caeser busca vingar a espécie. Além de efeitos visuais extraordinários e a ótima atuação de Woody Harrelson no papel do Coronel, o filme chama atenção pelo lado sombrio, ao abordar o psicológico e por fazer paralelos com genocídios.

Outras estreias na data: O Filme da Minha Vida, Diário de Um Banana 4, Rifle, Eva não Dorme, O Reino da Beleza e Os Meninos Que Enganavam Nazistas.

10.08 - Valerian e a Cidade dos Mil Planetas

Dirigido pelo aclamado Luc Besson, o filme, que é baseado em uma série de quadrinhos francês Valerian e Laureline (publicado originalmente em 1967), é um dos mais aguardados do ano, especialmente para fãs de ficção científica. Na história, Dane Dehaan e Cara Delevingne interpretam dois agentes que embarcam em uma missão cheia de aventuras numa cidade intergalática. As primeiras impressões da crítica lá fora não foram positivas como um todo. Talvez não agrade o público geral, mas a obra promete ser de visual espetacular, criativa e excitante para quem curte o gênero sci-fi.

Outras estreias na data: Loucos e Perigosos, Malasartes e o duelo com a morte, Lady Macbeth, O Reino Gelado: Fogo e Gelo, O Estranho Que Nós Amamos, A Viagem de Fanny e O Auge do Humano.

17.08 - Annabelle 2: A Criação do Mal

O filme da boneca medonha promete ser aterrorizante! Surpreendentemente, ainda mais para um blockbuster de terror, ele conquistou a incrível marca de 100% de aprovação no site Rotten Tomatoes. Só para se ter uma ideia, é o equivalente do clássico Cidadão Kane, de Orson Welles, filme de 1941. Essa sequência da franquia, que foi iniciada com "A Invocação do Mal", foi muito elogiada pelo suspense. A trama gira em torno de um casal que vive numa área rural e que, após a trágica perda da filha, passam a receber garotas órfãs na casa. As meninas alimentam uma força do mal, causando todo pavor que já vemos no trailer.

Outras estreias na data: João: O Maestro, O Jantar, Uma Família Feliz, Corpo elétrico, The Paris Opera e Glory.

24.08 - A Torre Negra

O primeiro filme dessa nova trilogia, inspirada em uma obra de Stephen King, é dirigido por Nikolaj Arcel. A série, que mistura ficção científica e terror, conta a história de um Pistoleiro, interpretado pelo sempre excelente Idris Elba, que busca uma lendária Torre Negra, quando encontra o menino Jake, que tem sonhos sobre ela. A dupla deve enfrentar o Homem de Preto, Matthew McConaughey, que quer destruir a terra e o mundo do Pistoleiro.

Outras estreias na data: Doidas e Santas, Bingo - O rei das manhãs, Dupla Explosiva, Polina, Um Filme de Cinema, All Saints, Bye bye Alemanha, A Pequena Sereia, O Castelo de Vidro e A Gente.

31.08 - Feito na América

Tom Cruise está de volta em mais um filme com muita adrenalina. Depois de "A Múmia" ele encantou o diretor Doug Liman, que o convidou a participar do filme, ainda mais sabendo que ele fazia as próprias cenas de ação. A trama também é o que você poderia esperar: conta a história do piloto Barry Seal, que traficava armas para a CIA e drogas para o cartel de Pablo Escobar na década de 1980. Ah, e nas várias cenas de avião, para a surpresa do público, Tom que pilotou as aeronaves durante a produção, o que promete conferir muito realismo.

Outras estreias na data: Emoji – O Filme, Mimosas, Como Nossos Pais e Terra Selvagem

A era das mulheres nos filmes de terror chegou e isso é maravilhoso

Júlia Korte
há 3 meses2.0k visualizações

Como esse gênero do cinema tem contribuído contra a desigualdade em Hollywood

A era das mulheres nos filmes de terror chegou e isso é maravilhoso
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Foto: Cena de "RAW", terror canibal dirigido por Julia Ducournaus | Nerdologista

À frente das câmeras, nos filmes de terror, as mulheres nem sempre foram vítimas indefesas que gritam por socorro até que um homem venha salvá-las. Isso já faz algum tempo, bem antes do "Doce Vingança" (o remake conhecido de 2010), por exemplo. Pense em Jamie Lee Curtis em "Halloween: A Noite do Terror" (1978) ou "Carrie, A Estranha" (1976).

A era das mulheres nos filmes de terror chegou e isso é maravilhoso

Foto: Cena do remake de "Carrie", em 2013

Nos bastidores, porém, sabemos que a história é um pouco diferente, e que o universo do gênero é, predominantemente, dominado por homens. Afinal, quando você pensa em um diretor provavelmente deve lembrar de Alfred Hitchcock, James Wan ou Eli Roth, certo? 

Mas quantas mulheres relevantes no gênero você consegue citar de cabeça?

Bem, isso está prestes a mudar, em todos os sentidos. Acredite, entramos numa nova era do cinema. Um belo exemplo é "RAW" (2017), que chegou ao Brasil como “Grave“, e é da promissora e premiada diretora francesa Julia Ducournaus. Apesar da fama de ter feito pessoas desmaiarem em uma exibição no festival de Toronto, foi elogiadíssimo pela crítica especializada. O mesmo aconteceu com "O Babadook" (2014), da australiana Jennifer Ken. Além de horripilante, foi só sucesso. 

É claro que a misoginia existe nas telas e fora delas. Mas já podemos enxergar mudanças significativas, pois o papel delas nos bastidores das produções é apenas parte de um movimento muito maior. 

Retratar cada vez mais as mulheres como sobreviventes, personagens fortes, com histórias interessantes, também está revolucionando as telonas. Mesmo que não tenha reparado, quase todos os últimos sucessos tem sempre mulheres em papéis centrais. É o caso de "A Bruxa" (2015) ou "Corra!" (2017). Fora "Segredos de Sangue" (2013), "Sob a Pele" (2013), "REC" (2008), "Você é o Próximo" (2011). E a lista continua…

Se não está convencido do fenômeno, tem mais. Curiosamente, os filmes de terror atraem e têm atraído, muitas mulheres. Segundo o The Guardian, que se aprofundou no tema, o público do gênero é também feminino; em 2013, "Invocação do Mal" teve 53% de espectadores mulheres; em "Uma Noite de Crime", esse número subiu para 56%. "Mama", 61%. É difícil pensar que tudo não está relacionado.

Claro que a discussão sobre representatividade feminina em Hollywood não se restringe aos filmes de horror. Mas essa conquista é relevante para o universo do cinema como um todo, já que contraria qualquer número atual. 

Apenas para efeitos comparativos: professora Stacy Smith, da University of Southern California, pesquisadora na área, descobriu que dos 5.839 personagens dos 129 filmes que mais arrecadarem entre 2006 e 2011, apenas 30% eram mulheres ou garotas. Enquanto isso, apenas 50% dos filmes preenchiam os critérios do Teste Bechdel, que conta filmes com pelo menos duas mulheres falando sobre outras coisas que não sejam homens. 

Entendeu agora a importância? 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
julia.korte
Jornalista e geek de coração. Praticante de binge-watching. Vive a base de cafeína e boa música. Um crush eterno em cinema e seriados.