Close certo
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Close certo
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Close certo
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

O que podemos esperar da polêmica adaptação de "Death Note" na Netflix

Júlia Korte
há 2 meses2.8k visualizações

A versão norte-americana do mangá japonês de sucesso não está agradando a crítica especializada

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
O que podemos esperar da polêmica adaptação de "Death Note" na Netflix

Foto: reprodução/ Locker Radio

Na sexta-feira, dia 25, depois de uma longa espera, os fãs finalmente poderão conferir o live-action de “Death Note”, o anime de maior sucesso do Japão na última década.

Veja o trailer:

Para quem não conhece, “Death Note” era um mangá aclamadíssimo, de autoria de Tsugumi Oba e Takeshi Obata, que foi publicado na revista Shonen Jump entre 2003 e 2006, e com 12 volumes encadernados pelas editoras mundo afora. 

Agora, nessa versão norte-americana, quem irá viver o papel principal é o ator Nat Wolff, conhecido por “A Culpa é das Estrelas” e “Cidades de Papel”. De maneira resumida, ele interpretará Light Turner (aos fãs da obra original, não estranhem, o sobrenome mudou na versão ocidental), um estudante que encontra um caderno macabro que mata quem tiver o seu nome escrito nele. Após descobrir os efeitos do objeto, ele começa a caçar criminosos e, por isso, acabará sendo perseguido pelo detetive L (Lakeith Stanfield).

A trama é ótima. A questão é que, além de um sucesso de público estrondoso, possui fãs muito apaixonado pelas história. E sabem como é: grandes obras = grandes expectativas = altas quedas, especialmente quando temos a ocidentalização de uma obra oriental. 

Por essas e outras, logo de cara o público dividiu opiniões; enquanto uns ansiavam para ver nas telas seu personagem favorito, outros tinham receio de que fosse mais um caso de whitewashing.

O próprio diretor, Adam Wingard, revelou em entrevista ao Yahoo Movies que chegou até a receber ameaças de morte após ser escalado:

"No segundo em que fui confirmado no filme, imediatamente fãs irados de Death Note estavam dizendo que eu arruinaria tudo, antes mesmo de termos finalizado o roteiro. Eu entendo a paixão das pessoas, e a opinião delas, e realmente não levo para o lado pessoal quando as pessoas me mandam ameaças de morte, ou me mandam para aquele lugar no Twitter".

O pior é que, não bastassem esses receios, a crítica vem sendo para lá de dura com a produção. “Cafona, estúpido, enrolado e ridículo. No lado positivo, se seus globos oculares precisam de um revigorante exercício, esse filme os fará rolar sem parar”, disse Inkoo Kang, do TheWrap. É dai pra baixo. Ai, ai, ai. 

Com os reviews, conquistou apenas 33% de aprovação no Rotten Tomatoes até então. Isso deve ser um problema, já que muita gente com certeza vai desistir antes de menos de clicar o play. 

Deve fazer muito barulho claro e precisamos acompanhar a repercussão (sem contar que precisamos assistir antes de julgar). Contudo, o terreno é perigoso. Essa versão promete ser didática, ideal para desconhece o universo dos mangás. Aos entusiastas da cultura, que consideram o personagem um ícone, o melhor talvez seja passar longe. 

A estreia será dia 25 de agosto na Netflix.

Blockbuster bate recordes e se torna filme mais assistido na história da China

Júlia Korte
há 3 meses2.1k visualizações

"Wolf Warrior 2" já arrecadou o equivalente a R$ 1,5 bilhão em apenas 12 dias

Blockbuster bate recordes e se torna filme mais assistido na história da China
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Foto: divulgação

Quando pensamos em fenômenos do cinema, geralmente temos na cabeça animações da Disney, blockbusters norte-americanos ou séries famosas como Harry Potter quebrando recordes de bilheteria. Mas um longa de ação chinês veio para se juntar à essa lista; "Wolf Warrior 2", em apenas 12 dias da estreia, se tornou o filme mais visto na história da China. 

Confira o trailer:

Até agora, a produção local arrecadou mais de 3,4 bilhões de iuanes, ou o equivalente a R$ 1,5 bilhão (U$ 500 milhões). Apenas para efeitos comparativos, o último filme da saga Transformes, "O Último Cavaleiro", arrecadou US$ 69,1 milhões nos cinemas dos EUA nos cinco dias de seu final de semana de estreia. Ou seja, "Wolf" chegou quebrando tudo! 

O timing é curioso para o lançamento. O país está celebrando o 90º aniversário do Exército do regime comunista, e o filme é para lá de patriótico: a história acompanha a jornada de um herói que resgata africanos de ocidentais (tá, é na verdade numa zona de guerra e são grupos de mercenários, mas você entendeu o espírito, né?).  E segura esse slogan:"Quem ofender a China será perseguido, não importa o quão longe estejam". #medinho 

O governo também parece que não perdeu tempo para embarcar no sucesso. Desde julho, os cinemas chineses passaram a exibir antes dos filmes breves anúncios políticos que elogiem os "valores socialistas", segundo o jornal Estado de Minas. No mínimo interessante. 

Com o título original de "Zhan Lang 2", a obra é uma continuação de trama similiar de 2015. Previamente, esse recorde pertencia a "The Mermaid", uma comédia de 2016, realizada em parceria com produtora de Hong Kong, que arrecadou 3,39 bilhões de iuanes no mesmo período. 

Blockbuster bate recordes e se torna filme mais assistido na história da China

Foto: divulgação

Dessa vez, não faltaram efeitos especiais hollywoodianos, explosões e até alguns clichês do gênero. Em parte talvez pelas colaborações. Embora tenha sido dirigido e protagonizado pelo ator e lutador de artes marciais Wu Jing, os cineastas Joe e Anthony Russo, conhecidos por obras da Marvel, incluindo  "Capitão América: Guerra Civil", prestaram consultoria. O elenco também contou com o rosto familiar de Frank Grillo e a atriz  Celina Jade. 

Só tenho uma palavra: ousado. 

E vocês, pretendem assistir? 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
julia.korte
Jornalista e geek de coração. Praticante de binge-watching. Vive a base de cafeína e boa música. Um crush eterno em cinema e seriados.