#DáOPlay
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
#DáOPlay
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
#DáOPlay
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Será que Katy Perry pode redimir o pop em 2017?

Júlia Korte
há 8 meses17 visualizações

Tudo o que já sabemos e podemos esperar da nova fase da cantora

Será que Katy Perry pode redimir o pop em 2017?
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A estrela lançou ontem, 8, um caça ao tesouro aos seus milhares de seguidores do Twitter. O pote de ouro? Uma prévia incrível da sua nova música, que anuncia um possível hit do seu esperado álbum, que deve chegar em breve, embora ainda sem data de estreia. 

Tudo começou com um post enigmático na rede social, em que ela mostrou o vídeo de uma bola de disco (daquelas de festa) sendo arrastada por uma corrente do seu salto alto. Veja: 

Na sequência, os fãs tiveram acesso à um mapa, mostrando onde os globos e encontravam em 12 cidades do mundo, com detalhes de como descobri-los. Entre os locais, o ponto turístico do cabaré Moulin Rouge, em Paris, o parque McCarren, em Nova York, e até no Japão. 

A surpresa era que bastava conectar o fone para aproveitar o teaser de “Chained to the Rhythm”, uma batida retrô que combina os gêneros disco e reggae, segundo ouvintes, e que estará disponível na íntegra sexta-feira . Rapidamente, é claro, uma chuva de posts tomou conta das Internet e o tema se tornou um trend topic globalmente, aquecendo o coração dos KatyCats. 

Essa é a primeira autoria da musa depois de “Rise”, a canção que foi tema das Olimpíadas, mas que passou meio batido entre o público geral, comparado aos seus hits de rádio. E a diva pop, que exibiu um novo look com madeixas loiras,  está agendada também para se apresentar domingo nos prêmios Grammy, num evento de gala que acontecerá em Los Angeles.

Mas todo esse marketing (diga-se de passagem, maravilhoso) nos faz acreditar que ela está preparando um álbum arrebatador depois do sucesso estrondoso de “Prism”, em 2013, e que ainda veio acompanhado de um tour mundial que durou mais de um ano. 

No paralelo, porque ela não cansa de arrasar, ainda esteve bem ativamente atuando em política, com apoio à Hillary Clinton na campanha contra Donald Trump e na Marcha das Mulheres.

Recordes, ela não cansa de bater. Para quem não lembra, Katy apareceu até no Guiness Book, o livro dos recordes;  entre as citações, “Melhor artista em vendas digitais nos Estados Unidos”, com 72 milhões de vendas digitais (até 31 de Outubro de 2014), incluindo as vendas de Dark Horse, single que foi platina 6 vezes. O livro cita também os singles “California Gurls” “E.T” (ambos sete vezes platina) e “Firework” (nove vezes platina) como os maiores hits de Perry.

Mas o que sabemos até então de KP4 (álbum ainda sem título)? 

Ele está chegando, isso é fato. O agente dela, Steven Jensen, havia dito previamente que ele seria revelado até o final de 2016. Apesar de um pouco atrasado, já temos a confirmação da própria no Twitter – ufa! 

Muitos shows estão (possivelmente) por vir. Quando um troll atacou a cantora também na plataforma, ela respondeu dizendo: o vejo no meu show 2K17. Seria uma promessa? Não brinca com nosso coração, K. 

Podemos esperar um som diferente. Além das melodias com diversas referências da nova produção, em entrevista ao New York Times, em 2016, ela disse que estava pesquisando algumas coisas novas e não queria pular direto em alguma tendência. 

Ela colaborou com os produtores Max Martin e Shellback. Esse aí inclusive é o homem por trás de “I Kissed a Girl”, “Hot N Cold” e “Teenage Dream”. Ironicamente, também autor de sucessos de Britney Spears e o próprio “Bad Blood”, de Taylor Swift. Só coisa boa, hein? Letra é tudo mesmo. 

Temos algumas pistas, diretamente do Snapchat. Confira:

Com todo meu respeito aos outros artistas estrangeiros, mas considerando que Lady Gaga abandou o posto de rainha do pop por enquanto, Madonna não tem nada nesse sentido em vista, Christina Aguilera deu poucos indícios por aí, acho que depois de uma toada de Justi Bieber, Katy pode vir a salvar o pop esse ano.

Como anunciou a própria Forbes, ela é uma das artistas mais bem sucedidas de todos os tempos, com “apenas” três álbuns nas costas. Assim, as expectativas talvez estejam mais altas pra ela mais do que para qualquer um no gênero. É um posto, no mínimo, difícil para manter, vamos concordar. 

E, por fim, antes de me despedir, só queria dizer que é ÓBVIO que faltam milhares de outros artistas não citados e ela é só um bom exemplo de sucesso. Mas para alguém que não teve fracassos até então, ou seja, que teve pelo menos uma música emplacada globalmente, diria que é meio importante. 

Nova Era para a cantora? 

O novo clipe do Young Thug é a coisa mais maluca e incrível de todos os tempos

Júlia Korte
há 9 meses27 visualizações

A produção para a música “Wyclef Jean" tinha dado completamente errado, mas se tornou um viral; entenda 

Antes de tudo, para quem não conhece, esse daqui é o Young Thug:

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
O novo clipe do Young Thug é a coisa mais maluca e incrível de todos os tempos

O que você precisa saber é que ele é 200% maluco. Sério. Uma figura única no mundo (risos). Como disse o jornalista Devin Friedman, da GQ, “não tem nada sobre Young Thug que não seja um paradoxo”. E ele não estava exagerando, como veremos depois.

Mas sem delongas, vamos ao que interessa: o seu novo clipe, "Wyclef Jean". Tem de tudo! Garotas seminuas, crianças vestidas de policial destruindo uma viatura, fogo, policiais de verdade, briga, confusão, ostentação, Cheetos e cenas surrealmente maravilhosas. Não à toa, o vídeo, que foi lançado essa semana, teve mais de um milhão de visualizações em menos de 24 horas e se tornou uma sensação na Internet.

Assista:

O clipe teve o custo total de 100 mil dólares e foi dirigido pelo talentoso Ryan Staake, fundador da produtora Pomp&Clout, e o próprio Young Thug (embora, como a própria narrativa declara, nunca tenha chegado ao set de fato). O mais maravilhoso em tudo isso é como uma história profissional de terror acabou tornando uma música improvável em um sucesso. 

Fazer dos limões uma limonada nunca se encaixou tão bem no mercado...

Se você gostou, o single faz parte do álbum JEFFERY (2016). A única cena em que o rapper aparece, aquela com ele comendo salgadinho, foi gravada dois meses depois do resto e foi anexada apenas na edição final. Já o conceito da coisa toda foi elaborado através de uma conferência e de uma ligação de celular.

Agora, se você ficou curioso para saber mais sobre a mente por trás desse projeto doido, vou te contar algumas curiosidades sobre ele. Young Thug é o nome artístico para Jeffery Lamar Williams, nascido em 1991, no pedaço violento da cidade americana de Atlanta — berço de tantos artistas maravilhosos do trap e hip hop. Considerado um dos melhores da sua geração por diversas publicações especializadas, já fez colaborações com artistas como T.I e Gucci Mane, além de ter gravado com Kanye West (dizem que são 40 parcerias a serem lançadas). 

Da sua personalidade rara, não faltam histórias. Na verdade, eu poderia ficar aqui até amanhã divagando. Só para você ter uma ideia: reza a lenda que esse rapper, que adora vestir Uggs femininas, diz que prefere morrer baleado a precisar de algo por outra pessoa. Além disso, ele odeia comer (é, literalmente isso). No terceiro dia de cada mês, um médico vai injetar comida na sua veia. No meio tempo, ele belisca salgadinhos e outras coisas. 

O novo clipe do Young Thug é a coisa mais maluca e incrível de todos os tempos

Ah, e ele também gosta muito de drogas — e não nega. Xanax, Molly e maconha são só algumas. Ele mistura tudo e fica muito louco, sendo capaz de passar vários dias sem dormir; não é incomum, segundo relatos, acabar por 48 horas seguidas acordado. Aparecer para entrevistas, clipes ou afins, é coisa rara. Ele não tá nem aí para o que você vai pensar e não esconde isso. 

Por outro lado, esse cotidiano nada saudável (para dizer o mínimo), não afeta a sua criatividade. Ele é conhecido na indústria da música por escrever e produzir rapidamente letras inteligíveis e incríveis. Tanto que seus vídeos já foram assistidos mais de 250 milhões de vezes só no YouTube. Pelos relatos de jornalistas e colegas, no entanto, esse estilo de vida tem impacto na sua memória e fala. Uma conversa com coesão parece simplesmente não fazer parte dele. 

Olha só uma de suas criações:

Mesmo assim (e por tudo isso), podemos considerá-lo um artista incrível. A música é realmente boa para quem curte o gênero. E aposto que ele ainda há de se tornar uma lenda na indústria.

Se você ficou curioso, a Vice realmente fez um vídeo dos bastidores de "Wyclef Jean", que deixo aqui a quem possa interessar:

E vocês, o que acharam? 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
julia.korte
Jornalista e geek de coração. Praticante de binge-watching. Vive a base de cafeína e boa música. Um crush eterno em cinema e seriados.