OUTROS

Já temos a aposta de hit do Carnaval 2017; ouça aqui

Júlia Korte
Author
Júlia Korte

Aproveite e conheça Pabllo Vittar, a drag queen que está conquistando o Brasil

Já temos a aposta de hit do Carnaval 2017; ouça aqui

Antes de qualquer consideração, com vocês, a tal música: 

A composição, de Pabllo Vittar e Rico Dalasam, além das batidas com um quê de funk para lá de contagiosas, tem uma letra fácil de decorar. Considerando o poderoso vocal e a melodia, temos uma combinação perfeita para estourar nas ruas e blocos nesse verão. Pela temática, mais ainda no aguardado Carnaval.

É verdade que falta um tempo para a folia, mas já coloco esse hit para competir no topo das caixas de som com o funk “Deu Onda” — para quem não conhece, é aquela de frases como “meu fechamento é você”, “sua presença me dá onda” e a polêmica “meu pau te ama”, que ganharam a internet rapidamente na forma de memes e versões irônicas. Música do até então pouco conhecido MC G15 com produção de Kondzilla, ela tem tanta coisa “especial” que é impossível não cair na graça do público. Veja:

Como outras canções que já embalaram o feriado previamente, “Todo Dia” é uma pérola, que tem frases diretas e muita animação. Sem contar a autoria de duas pessoas maravilhosas.

Para quem não conhece, Vittar é uma drag queen de 22 anos, nascida no interior do Maranhão. A figura apareceu pela primeira vez na internet com “Open bar”, uma versão em português de “Lean On”, da Major Lazer (banda do produtor americano Diplo), que estourou nas paradas em 2015. Assim como o original, foram milhões de visualizações no clipe.

Junto com a fama na Internet, veio o sucesso fora das redes. Além da presença em festas e baladas, ela foi chamada para a banda do programa “Amor & Sexo”, onde também estará para a próxima temporada. Já lotou show no Cine Jóia (casa tradicional em São Paulo), fez campanha para a marca Avon e está para lançar nada menos que um álbum, o “Vai Passar Mal”, que promete misturar ritmos como arrocha, hip hop e samba. Não bastasse, foi apontada pelo jornal “O Globo” como artista maior que Anitta e Ludmilla em 2017. Coisa pouca, né?

Rico Dalasam, seu parceiro nessa empreitada, é outro fenômeno. O dono do hit 'Aceite-c' já cantou até em Londres e fez uma participação especial na poderosa música "Mandume", do Emicida. Primeiro rapper assumidamente gay do Brasil, une orgulho negro e LGBT. Tem também os álbuns "Modo Diverso" e "Orgunga" nas costas, cujas as melodias caíram no gosto para quem curte uma "ferveção". Dá-lhe representatividade.

Já temos a aposta de hit do Carnaval 2017; ouça aqui

Eu não sou lá muito fã de Carnaval (não me julguem!), mas devo dizer que dá até vontade de dançar na cadeira enquanto escuto o som. Ainda arrisco que é muito empoderamento uma drag queen se juntar com o primeiro rap queer para fazer o Brasil todo cantar: "Eu não espero o carnaval chegar pra ser vadia/ Sou todo dia".