PSDB

Amigos e rivais: Alckmin manda indireta para Doria no Facebook

Lilis Sobral
Autor
Lilis Sobral

Diante da polêmica da farinata, página do Governo do Estado de São Paulo publica post sobre outro programa alimentar

Amigos e rivais: Alckmin manda indireta para Doria no Facebook

Rovena Rosa/Agência Brasil

Um polêmico projeto do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vem tomando conta de discussões acaloradas nos últimos dias. Batizado de Alimento para Todos, o programa lançado em 8 de outubro tem como ponto central a distribuição de um composto industrializado feito a partir de alimentos que seriam desperdiçados (ou por estarem perto da data de validade, ou por estarem fora dos padrões estéticos buscados por consumidores).

O produto, batizado de farinata, segundo a prefeitura tem alto valor nutritivo, com presença de proteína, vitamina e sais minerais. A ideia é distribui-lo na forma de farinha ou biscoitos para alimentar populações vulneráveis. O problema (ou um dos) é que a própria prefeitura não explica bem a composição e valor nutricional da tal farinata.

Amigos e rivais: Alckmin manda indireta para Doria no Facebook

Coletiva de lançamento da Política Municipal de Erradicação da Fome. Heloisa Ballarini/SECOM

Diante da notícia, as opiniões ficaram divididas. Quem critica o projeto chama atenção para o fato de que alimentação não é apenas suplementação e distribuir o que vem sendo chamado nas redes de “ração humana” ignora hábitos alimentares culturais.

Nesse contexto, Doria levou uma bela indireta de seu companheiro de partido e, ainda que de maneira velada, rival na disputa por uma vaga de candidato na corrida presidencial de 2018. A página do governo de São Paulo no Facebook, que é liderado por Geraldo Alckmin (PSDB), foi bem sútil ao fazer um post sobre o Bom Prato, a rede de restaurantes populares do Estado.

No post colorido e chamativo, sem meias voltas, lê-se: almoço - R$ 1,00 - 1.200 calorias. O desenho que acompanha é digno de ilustrar lições sobre a pirâmide alimentar. Segundo a imagem, a refeição tem proteína, carboidrato, salada, suco e fruta de sobremesa.

Claro que essa instituição maravilhosa chamada internet notou e não deixou passar:

"Geraldo Alckmin que shade, adorei! Mesmo não indo com a sua cara, precisamos reconhecer que o bom prato, lacra né?! Se bem que de comida/merenda você e seus coleguinhas entendem bem, né more?", brincou um internauta, aproveitando para citar em outra indireta o escândalo das merendas no Estado. Rápido lembrete: foi aquele caso em que uma CPI apurou supostas fraudes no fornecimento de alimento para a rede de ensino estadual.

"E aí vem o Dória querendo entregar ração pra população carente. Porque não pega esses alimentos quase vencidos e prepara refeições como essa e distribui? É totalmente possível, vide o Bom Prato. O único custo será o recipiente, talheres descartáveis e veículos pra distribuição", escreveu outra.

No Twitter, o post também fez..digamos...sucesso:

Uns dias antes, em 17 de outubro, o próprio governador, em seu perfil pessoal no Twitter, já havia aproveitado a oportunidade e feito uma referência ao Bom Prato, que também não passou batida.

Na era das redes sociais, os posts são só um teaser do que podemos esperar na disputa de 2018.