Cá pra nós
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Cá pra nós
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Cá pra nós
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Tudo o que você precisa saber sobre os substitutos do absorvente

Lilis Sobral
há 2 meses4.7k visualizações

Os absorventes externo e interno não são mais as únicas opções para deixar a gente mais protegida durante a menstruação.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Tudo o que você precisa saber sobre os substitutos do absorvente

Reprodução / Pantys

Seja por economia de dinheiro, questão ecológica ou até alergias, cada vez mais mulheres buscam maneiras de substituir os já conhecidos métodos durante esse período.

Cada dia surge uma alternativa nova no mercado, mas, é claro, todas têm prós e contras. Assim, é importante conhecer as principais delas antes de escolher uma opção para se aventurar no fantástico mundo da liberdade.

Calcinha absorvente

de uma coisa sabemos: mulheres unidas jamais serão vencidas! #coolabsorbingobvious

A post shared by pantys (@pantys) on

Depois de fazer sucesso no exterior, as calcinhas absorventes (na falta de uma definição melhor) chegaram ao Brasil. A marca Pantys começou a vender modelos em quatro tamanhos diferentes, que custam de R$ 75 a R$ 95.

As calcinhas têm 1/3 da espessura de um absorvente comum e poder equivalente a até três absorventes externos. Por isso, a frequência de troca da calcinha depende do seu fluxo, como no método convencional.

Depois do uso, é só lavar como uma calcinha qualquer, mas deixando longe do alvejante, amaciante e ferro de passar. Isso preserva a tecnologia absorvente do tecido, segundo a marca.

A opção é muito boa para ser usada em conjunto com outros métodos nos dias de maior fluxo ou em momentos como a hora do sono, por exemplo. Para substituir completamente o absorvente externo, é preciso pesar se vale a pena a troca, considerando o seu fluxo menstrual.

Absorvente de pano

Tudo o que você precisa saber sobre os substitutos do absorvente

Reprodução / Korui

Os absorventes de pano podem ser comprados facilmente pela internet, já que várias marcas produzem a alternativa até de forma artesanal.

A ideia é que o absorvente seja reutilizado. Assim, as trocas acontecem de acordo com seu fluxo menstrual regular, como um absorvente descartável convencional, e o de pano vai para a máquina com o restante das roupas.

Entre as vantagens apontadas por adeptas e marcas, está o fator ecológico e o conforto em utilizar um material que é mais amigável à pele, evitando alergias ou infecções.

Para se ter ideia do preço, a marca brasileira Korui vende em seu site opções mini por R$ 20,50, tamanho normal por R$ 22,50 e noturno a partir de R$ 24,50. A quantidade de absorventes necessária por ciclo vai depender do seu fluxo. Vale também procurar opções de kits com descontos que algumas marcas oferecem.

Coletor menstrual

Tudo o que você precisa saber sobre os substitutos do absorvente

Reprodução / Inciclo

Ao contrário do que muita gente pensa, essa alternativa de moderna não tem nada! Os primeiros modelos de coletor começaram a surgir em 1860 nos Estados Unidos, acredita?

Mas não funcionou por motivos quase óbvios: os materiais que temos hoje em dia, como silicone cirúrgico e TPE, não estavam nem perto de existir. Além disso, conhecemos a anatomia da mulher muito melhor hoje, o que faz com que o desenho dos coletores seja cada vez mais amigável ao corpo.

Assim, de lá para cá, o coletor evoluiu muito. E bota muito nisso: tem diversos formatos, tamanhos e até cores.

As principais vantagens no uso estão na economia e no fator ecológico. Embora boa parte das meninas tenha sucesso com a alternativa, infelizmente nem todo mundo se adapta. Por isso, é importante saber o que esperar do método antes de investir no copinho. 

4 alternativas para meninas ao Tinder - testadas!

Lilis Sobral
há 2 meses3.7k visualizações

Fim de semana chegando e você aí, renovando aquela esperança de conhecer gente nova, dar umas voltas com mozão...

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
4 alternativas para meninas ao Tinder - testadas!

Para quem não tem mozão, o reflexo natural é abrir o Tinder, olhar por uns cinco minutos e apagar a conta de tanto desânimo pela 1.457 vez.

Se você é brasileira e não desiste nunca, tenho uma boa notícia: testei quatro alternativas ao aplicativo para você não precisar passar por isso (ou escolher pelo que quer passar).

Fiquei uma semana dando likes loucamente para fazer uma avaliação técnica sobre as diferenças de cada um dos apps. Isso mesmo: infelizmente não posso dizer onde é que vai rolar aquele crush eterno, mas posso dizer o que achei de cada uma das ferramentas tecnicamente.

Para deixar o post bem equilibrado, testei quatro opções: duas que permitem meninos e meninas e duas só para moças. Em todos os casos, o teste foi com a versão gratuita dos apps. As versões premium são pagas e oferecem mais recursos.

Vamos aos vereditos:

Happn (meninas e meninos)

O app é provavelmente a alternativa mais conhecida ao Tinder. O diferencial dele é que ali na tela de início só aparecem pessoas com quem você cruzou pela rua. De início, achei isso no mínimo “stalker”. Paranoica que sou, pensei: mas nossa, vão usar isso para sequestrar as pessoas.

Não, não vão....

O aplicativo é especialmente útil para as tímidas de plantão. Viu futurx mozão na balada e não tem coragem de ir dar um oi? Procura ali no app e use a internet como intermediária.

Para as pessoas começarem uma conversa, ambas precisam mandar um like e ele só abre a caixa de diálogo diante do match, assim como o Tinder. Também tem a opção de enviar um “charme”, com número de charmes limitados na versão gratuita. Quando você clica ali, a pessoa recebe uma notificação e é avisada que você gostou dela. Uma bela maneira de chamar a atenção.

iTunes: Gratuito, 4,5 estrelas
Google Play: Gratuito, 4,4 estrelas

Secrush (meninas e meninos)

4 alternativas para meninas ao Tinder - testadas!

Crédito: tela do meu celular

Para mim, este app é o que tem a ideia mais genial por trás do algoritmo. Ao contrário da maioria dos apps, ele não usa a geolocalização, mas sim seu “catálogo” de amigos do Facebook. Ou seja: serve para revelar aquele crush secreto pelx amigx que você queria mesmo é que fosse mozão, mas que não colabora.

Para testar o app, confesso: ROUBEI! Tomei um belo de um atalho.

Me explico: a ferramenta é nova. Pouca gente conhece. Além disso, é restrita ao seu universo de amigos. Assim, quando baixei o Secrush, apareceram só quatro pessoas ali: três meninos e uma menina.

Conclusão tive que pedir para dois desses amigos me darem um like. Comecei a mensagem assim: “oi, sumido!”

Logo que a tela abre, você tem quatro opções para classificar seus amigos: sairia, conhecer melhor, ficaria e sem interesse. Selecionei sairia para os dois. Um deles fez o mesmo e o app notificou que tínhamos uma intenção em comum. O outro selecionou conhecer melhor e o app nem se manifestou. Ou seja: na vida real, se o interesse não for exatamente o mesmo, o segredo continua bem guardado. Achei isso ruim.

Ok, match dado, fui dar um “oi” para o amigo ali pelo app. Surpresa: como só há pessoas que já são conectadas pelo Facebook, ele só permite que vocês conversem via Messenger. É estranho, mas faz sentido. Dá para passar o dia trocando mensagem sem ninguém perceber que você está falando com alguém que “conheceu” num app. Ou vai me dizer que você nunca quis ficar horas no chat do Tinder, mas não podia dar bandeira?

Como não tive muito tempo para testar a ferramenta, os amigos foram fofos o suficiente para colaborar com o próprio testemunho. Vamos às resenhas dos convidados:

Amigo 1 (o que deu match): “baixei e deletei. Achei que não ia pegar ninguém! Tem pouca gente ainda. Sabe o que falta? Opções “oi, sumida” e “manda nudes”. SECRETO, Amigo

Amigo 2 (o que não deu match): “tentei usar e não funcionou. Acho que ele anda meio “bugado” ainda. Eu tenho um Iphone 5C. Também pode ser versão do iOS, que não é a mais atual”. OCULTO, Amigo

PS: Obrigada amigos secretos pela colaboração!

iTunes: Gratuito, 2 estrelas
Google Play: Gratuito, 2 estrelas

Her (só para meninas)

4 alternativas para meninas ao Tinder - testadas!

divulgação

Tecnicamente falando, achei esse app o melhor, com os recursos mais interessantes.

Primeiro porque ele tem um lado “rede social”. Então tem uma página para importar eventos do Facebook relacionados à comunidade gay, um feed de posts e a possibilidade de pedir amizade para pessoas que você encontrar por ali. Ou seja: achou uma conhecida e quer dar um approach sem precisar mandar um logo um “like”? Pede amizade.

Outro recurso bacana é que você fica sabendo todo mundo que deu like em você mesmo antes do match, o que facilita bastante a vida na hora de chamar a atenção. A conversa, porém, só rola se as duas se interessarem.

A terceira coisa mais legal é que ele tem uma funcionalidade para evitar que aquele match fique ali dias, sem papo nenhum. Quando as duas pessoas demoram muito para começar uma conversa, o app manda umas perguntas aleatórias para puxar assunto.

O ponto negativo é que a ferramenta, inclusive as perguntas quebra-gelo, está todo em inglês.

iTunes: Gratuito, 4,5 estrelas
Google Play: Gratuito, 2,6 estrelas

Wapa (só para meninas)

4 alternativas para meninas ao Tinder - testadas!

Para mim, esse foi o pior app de todos! E por conta de um único recurso que, provavelmente, muita gente vai achar bom. No Wapa, não precisa rolar o match para a conversa começar. A foto de todo mundo aparece de uma só vez na tela. Você pode ver o perfil de quem quiser e mandar um approach sem precisar dar like (e sem precisar receber o like de volta).

O ponto positivo é que iguala as chances, digamos, e permite que todo mundo tenha uma oportunidade de conversar. Mas para mim, o ponto negativo é que clicar “gostei” já indica um filtro baseado em coisas que vocês têm em comum.

Outro ponto que achei bem ruim é que o perfil não precisa estar conectado a nenhuma rede. Ou seja: criar um perfil fake é a coisa mais fácil do mundo!

iTunes: Gratuito, 2 estrelas
Google Play: Gratuito, 3,8 estrelas

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
lilis.sobral
Jornalista que gosta de escrever textos como conversa na mesa de um bar.