BEM-ESTAR

Suba o nível da sua corrida com estas dicas

Autor

De atletas de final de semana a aspirantes a maratonistas, algumas atitudes simples podem melhorar rapidamente seu desempenho.

Suba o nível da sua corrida com estas dicas

Imagem: Unsplash

Não é nenhuma receita mágica para te transformar no próximo Usain Bolt, mas são truques simples para adotar já e aumentar a qualidade do esporte. Confira:

Cuide da alimentação

Throwback to showing off my chef skills on @jamieoliver show #ChefSkills #RealCountryYute #TBT

A post shared by Usain St.Leo Bolt (@usainbolt) on

Preste atenção no que vai comer antes de cada treino e lembre que alimento é um combustível indispensável para melhorar seu condicionamento físico.

Carboidratos complexos (como alimentos integrais e batata doce) e gordura boa (como pasta de amendoim e abacate) são uma ótima fonte de energia para consumir antes do treino. Já as proteínas são um componente fundamental na construção dos músculos que ajudam na sua performance, devendo ser incluídas na alimentação do dia a dia.

Escolha bem seu tênis

Investir em um bom tênis é preciso. Não é um item barato, porém é o único indispensável para correr. Se precisar segurar a grana, economize no restante: as roupas e acessórios como pochetes esportivas não precisam ser de última geração.

É difícil dizer uma marca que tenha o melhor tênis para cada pessoa. Isso porque tudo depende de gosto pessoal: tipo de pisada, peso (tem gente que prefere tênis mais leve, outros mais pesados) e necessidade de absorção de impacto. Assim, o ideal é não usar a internet na sua primeira compra. Experimente pessoalmente diferentes modelos de mais de uma marca antes de definir o escolhido.

Fique atento também ao momento certo de trocar seu tênis. Dizem que o ideal é a cada 100km, mas isso pode levar qualquer corredor à falência – e não queremos isso. Para saber a hora certa, preste atenção no gasto da sola e no momento em que o tênis parece não ser mais tão confortável no momento.

Visite o médico

Se sua ideia é fazer mais que uma corrida leve no final de semana e começar a participar de treinos constantes e provas de rua, visitar um médico ao menos uma vez por ano é indispensável. Se for um especialista em medicina esportiva, melhor ainda.

O check up deve envolver duas partes. A primeira é a cardiovascular, que vai garantir que a quantidade de exercícios que você pratica é compatível com a saúde do seu coração. A segunda é ortopédica. Correr traz vários benefícios, mas é também um esporte duro para o corpo. É importante checar a saúde dos ossos constantemente e avaliar o impacto que a corrida causa em partes do corpo como o joelho.

O médico é que vai te ajudar não só a determinar um limite para o corpo, mas também a buscar complementos, como a musculação, para proteger ossos e músculos.

Cuide da postura

Prestar atenção na posição como você corre é uma maneira certeira e rápida de aumentar a qualidade do treino.

A Mayo Clinic, uma importante organização médica americana, fez um vídeo com seis dicas bastante simples para melhorar sua postura. Está em inglês, mas aqui seguem os principais pontos:

1 - Olhe para o horizonte

2 - Levante seu queixo

3 - Contenha e controle o movimento dos braços, que devem ficar sempre próximos ao corpo

4 - Pise com uma leve inclinação nos joelhos, reduzindo o impacto

5 - Pratique um ritmo mais veloz, o que reduz o peso nos calcanhares e o risco de lesões

6 – Preste atenção no som da pisada, pois muito barulho pode significar muito impacto

Registre sua evolução

Não importa quantas vezes você treina por semana. É importante manter algum controle sobre distância e ritmo para acompanhar seu desempenho. Você pode fazer isso por meio de anotações simples, aplicativos gratuitos ou tabelas de treino que um profissional pode ajudar a montar.

Busque um grupo de corrida

Apesar de ser um esporte individual, alguns grupos se unem para treinar junto pelo menos uma vez por semana. Além de ser uma ótima oportunidade para fazer amigos com um belo de um interesse em comum, é uma boa maneira de se motivar a não abandonar o treino mesmo nas semanas mais difíceis.

Capriche na trilha sonora

Gaste um tempo preparando diferentes listas, que devem variar as músicas de acordo com o ritmo do treino de cada dia. Alguns perfis no Spotify já até trazem sugestões prontas, mas personalizar opções com seu gosto pessoal também pode ajudar a ir longe.