OUTROS

Lojistas que facilitam a devolução de produtos vendem mais e...devolvem menos

Luis Felipe dos Santos
Author
Luis Felipe dos Santos
Lojistas que facilitam a devolução de produtos vendem mais e...devolvem menos

Uma pesquisa da Universidade Texas-Dallas mostra que lojistas que facilitam as condições para devolução de produtos têm mais retornos nas vendas, e o índice de devolução dos produtos é menor quando o prazo é estendido. De acordo com o estudo, um tempo maior para devolver o produto e um percentual significativo de reembolso são os principais fatores que fazem os consumidores comprarem mais nas lojas.

“Quanto mais o consumidor tem o produto em mãos, mais ligado ele fica”, afirma o pesquisador Ryan Freling. “Sem a pressão de devolver rapidamente para a loja, maior é a chance do consumidor pensar que o produto 'não é tão ruim'”, afirma.

A possibilidade de devolução “sem fazer perguntas” faz com que o consumidor volte a comprar na loja. Segundo o estudo, o impacto do aumento nas vendas é maior que o impacto econômico das devoluções.

Foram analisadas 11.662 operações de compra em 21 estudos diferentes sobre consumo. As características das condições de devolução observadas foram tempo, dinheiro (reembolso), esforço (o que é preciso para devolver o produto), escopo (se o produto permanecia em estoque) e troca (quando a loja oferece créditos ao invés de reembolso ou um novo produto).

Nos EUA, a taxa de devolução de produtos no varejo fica em torno de 8%, índice que está em crescimento devido ao aumento das vendas online. Segundo a empresa Forrester, para vendas online o índice fica em 12% nos EUA, contra 4% no Brasil.

Foto: William Murphy/https://www.flickr.com/photos/infomatique/7319625050