CONGRESSO

Volta Dilma! 52% já dizem que Temer é pior do que ela

Márcio Juliboni
Author
Márcio Juliboni

Talvez, tarde da noite, quando colocam a cabeça no travesseiro, muitos “cidadãos de bem” pensem: “se arrependimento matasse...”

Volta Dilma! 52% já dizem que Temer é pior do que ela

(Foto: Lula Marques/ Fotos Públicas)

A baixíssima popularidade de Michel Temer é o único aspecto da nova pesquisa CNI/Ibope martelado pela imprensa entre ontem e esta sexta-feira (28). Afinal, com residuais 5% de ótimo e bom, o presidente ostenta a desonra de ser o pior avaliado desde a redemocratização, batendo até mesmo José Sarney. Mas o ponto mais interessante, e que não se viu em nenhum lugar, é a comparação com Dilma Rousseff. Segundo o Ibope, 52% dos brasileiros já consideram o governo Temer pior que o da petista; outros 35% o consideram igual, e apenas 11% afirmam que o peemedebista é melhor (veja quadro abaixo).

Volta Dilma! 52% já dizem que Temer é pior do que ela

(Elaborado pelo Ibope Inteligência)

O que isso quer dizer? Talvez, tarde da noite, quando colocam a cabeça no travesseiro, muitos “cidadãos de bem” pensem: “se arrependimento matasse...” O fato é que a furiosa onda verde-amarela que tomou cidades de todo o país e endossou o impeachment de Dilma era movida por um pensamento mágico: sem ela, tudo melhoraria instantaneamente. Qualquer um que mostrasse alguma moderação era tachado de mortadela, petralha ou retardado. Queimando a bruxa em praça pública, as trevas se desfariam por encanto, diante da luz benfazeja da Justiça.

Mas eis que, praticamente um ano após assumir, o sentimento mais comum que Temer evoca nos brasileiros é a saudade de Dilma. Segundo o Ibope, a avaliação de que o presidente é pior que sua antecessora é mais forte entre as mulheres (54% das respostas); entre a faixa etária de 16 a 44 anos (variando de 54% a 52%); e entre os que têm até o ensino fundamental.

Nem os ricos aguentam

“Ah, mas olha só o grau de instrução e a idade”, alguém poderia retrucar. “É gente nova e sem consciência da realidade!” Muita calma, nesta hora. Temer também não está agradando grande parte da classe média: 48% dos entrevistados com nível superior o acham inferior a Dilma. Em números absolutos, é mais que os 37% que o consideram igual e os 11% que o acham superior a ela.

Volta Dilma! 52% já dizem que Temer é pior do que ela

(Elaborado pelo Ibope Inteligência)

Mesmo em termos de renda familiar, o andar de cima cada vez mais dá mostras de que apenas tolera Temer. Na faixa acima de cinco salários mínimos mensais (a mais alta da pesquisa), 38% afirmaram que ele é um presidente pior. É exatamente o mesmo percentual dos que equiparam Temer e Dilma. Apenas 24% dos mais abonados o consideram melhor que ela.

Na segunda mais alta faixa de renda (de dois a cinco salários mínimos), 50% dos entrevistados colocam Temer atrás de Dilma em termos de desempenho de governo; 37% acham que não mudou nada; e apenas 13% acreditam que melhorou.

A esquerda tem chance?

Acuado pela Lava Jato, sem um coelho na cartola para fazer a economia voltar a crescer de modo convincente e experimentando do próprio veneno fisiologista que inoculou por décadas no Congresso, Temer só tem um foco: sobreviver um dia por dia. Com isso, o humor dos brasileiros, em relação a seu governo, pode azedar ainda mais – o que, por contraste, fará com que Dilma pareça, cada vez mais, menos desastrada do que se pensava.

Isso recoloca o PT e a esquerda no jogo eleitoral de 2018? Talvez. Dependerá da habilidade do partido e de seus aliados de explorar essa insatisfação e, ao mesmo tempo, neutralizar a fúria que levou ao Fora Dilma. Se fracassar, estará empurrando os eleitores para uma direita bastante intolerante. Diante da urna, o cidadão pensará: “foi ruim com Dilma e, por isso, não quero o PT. Foi pior com Temer e, por isso, não quero nada água-com-açúcar. Quero um candidato forte e que fala grosso.” E a desgraça estará feita.