TECNOLOGIA

Banheiro do futuro terá chuveiro controlado por voz e vaso high tech

Autor

Pelo menos é essa a ideia da Kohler, que está trazendo a “internet das coisas” para o cômodo mais reservado da sua casa

Banheiro do futuro terá chuveiro controlado por voz e vaso high tech

(Imagem: YouTube/Kohler)

Você entra no banheiro, dá um comando de voz e o chuveiro já liga com a vazão e a temperatura da água do jeito que você gosta. Ou então, na hora de fazer a maquiagem, você fala para o espelho quanto de luz quer em seu rosto. E que tal pedir para ele tocar um sonzinho enquanto isso? Coisas assim estão na mira da Kohler, uma empresa que se desafiou a tornar o cômodo íntimo da sua casa mais inteligente e tecnológico.

Essa companhia está mostrando várias coisas interessantes na CES, a feira de tecnologia mais importante do mundo, em Las Vegas. Esses equipamentos se conectam à rede da casa e à internet por meio de assistentes de voz, como o Apple HomeKit e a Alexa, da Amazon. Uma das funções úteis do chuveiro, por exemplo, é salvar perfis de uso. Você pode ter um e seu companheiro outro. Aí quando alguém disser o comando “Tomar banho”, ele vai reconhecer a voz e ligar na configuração preferida do usuário.

Agora luxuoso mesmo é o vaso sanitário. Quer coisa melhor do que, num dia de frio, chegar pertinho do dito cujo, e ele já estar quentinho - tanto no assento quanto nos pés? Ah, e claro que a descarga também é acionada por comando de voz.

A fabricante também levou à feira alguns itens de cozinha, como a torneira que solta exatamente a medida que você precisa de água. É só dizer algo como “200 ml”, e pronto - você nunca mais vai errar a quantidade numa receita.

Alguma dessas coisas é incrivelmente útil? Talvez não. Mas esses produtos mostram a tal “internet das coisas” virando realidade. Há muito tempo se fala que os eletrodomésticos e outros itens da casa serão conectados. Mas aparentemente agora, com os assistentes de voz, a indústria está chegando a um acordo sobre como eles devem funcionar.

Que coisa da sua casa seria uma mão na roda se tivesse conexão à internet?