DESIGN

Como será o carro por dentro quando você não precisar dirigir?

Autor

Modelo conceitual da Toyota, no Salão de Tóquio, é uma sala de estar sobre rodas

Como será o carro por dentro quando você não precisar dirigir?

(Fotos: Divulgação/Toyota)

Poltronas macias e giratórias. Janelas que são, na verdade, telonas de televisão. Um manche aeronáutico no lugar do volante, mas só se você fizer questão de dirigir. E, vamos combinar, quem é que vai querer ficar de olho na estrada quando pode, em vez disso, assistir um futebolzinho no maior conforto e comer aquele amendoim?

Pois é, o seu carro tende a se transformar numa extensão da sala de estar. Os fabricantes já estão pensando em como os veículos serão quando não houver mais a necessidade de um motorista, e a aposta da Toyota não parece muito fora do prumo. Esse aí de cima é o Fine-Comfort Ride, um conceito autônomo que a montadora vai mostrar no Salão de Tóquio, a partir desta sexta-feira.

A ideia é que os passageiros possam se sentar de frente uns para os outros, como numa mesa de bar. Aí todas as janelas ficariam escuras, virando monitores para entretenimento ou acesso às informações da viagem. Para completar, que tal a iluminação azul, com cara de nave espacial? Bem, é menos cafona do que aquele néon embaixo do carro.

O brinquedo funcionaria com motores elétricos e pilha de combustível (ou seja, hidrogênio). Pelos cálculos da Toyota, a autonomia seria de 620 quilômetros.

Por fora, nhé, ele é meio esquisito:

Como será o carro por dentro quando você não precisar dirigir?

Mas, na verdade, isso pouco importa. O carro é apenas um exercício de imaginação sobre como viajaremos no futuro, sem preocupação com o que acontece lá fora. Será que vai chegar a tanto?