ECONOMIA

Estourou a bolha? Bitcoin despenca 35% em dois dias

Autor

Após crescimento desenfreado em 2017, valor das criptomoedas cai no mundo todo

Estourou a bolha? Bitcoin despenca 35% em dois dias

(Imagem: Creative Commons)

Dezembro tem sido um mês de altas emoções para quem investe em bitcoins. Em 15 dias, a criptomoeda disparou, dobrando o seu valor e chegando a US$ 20 mil. Esse movimento consolidava o crescimento absurdo de 2.000% no ano, mas especialistas alertavam quanto ao provável estouro da bolha. Eis que ontem veio a queda, e ela foi brusca: o bitcoin perdeu um quinto de seu valor em poucas horas, operando abaixo de US$ 13 mil. Em apenas dois dias, despencou nada menos que 35%.

Na pior semana da moeda em quatro anos, os investidores iniciantes que resolveram apostar no bitcoin, aproveitando o hype, devem estar se perguntando: seria esta uma bolha irreversível? Ou apenas um movimento de correção natural, com retorno a um patamar mais estável? Difícil saber, já que não existe um consenso sobre o motivo pelo qual o valor está caindo. Uma hipótese é o susto causado no meio da semana por um ataque hacker à plataforma de negociação de criptografia Youbit, da Coreia do Sul.

O fato é que, quando soou o alerta de queda, muitos investidores resolveram aproveitar o momento e realizar seus lucros. Esse efeito de manada fez com que ontem corretoras importantes, como a Coinbase e a brasileira Foxbit, suspendessem a compra e venda de bitcoin por tempo indeterminado, evitando que o preço despencasse ainda mais.

O movimento de saída assustada dos investidores mais inexperientes, acreditam os especialistas, tende a levar a criptomoeda a se estabilizar num valor mais baixo – alguns dizem em torno de US$ 12 mil, outros apostam em US$ 9 mil.

O analista Alan Silbert, por exemplo, diz em sua conta no Twitter que considera até bom esse momento de correção. É hora de “sacudir as mãos fracas”, explica o entusiasta, apostando numa volta ao crescimento em pouco tempo rumo a um bitcoin cotado a US$ 50 mil, ano que vem.

Muita gente perdeu dinheiro nas últimas 48 horas, é verdade. Mas o fato é que, considerando o longo prazo, quem apostou no bitcoin só se deu bem: em janeiro, a moeda valia menos de US$ 1 mil. Pelo preço deste sábado de tarde, algo em torno de US$ 14 mil, a valorização acumulada é de quase 1.500%.