TECNOLOGIA

Problemas para dormir? Abrace esta almofada robótica sonífera

Autor

Esqueça as pílulas calmantes. A Somnox “respira” como um ser humano, faz barulhos e movimentos suaves para te ajudar a pegar no sono

Problemas para dormir? Abrace esta almofada robótica sonífera

(Imagem: YouTube/Somnox)

"A que ponto chegou a carência humana?”, você pode se perguntar ao ver essa almofada robótica que “dorme” de conchinha com sua dona. Mas não é nada disso. A Somnox é nada mais que uma boa substituta para as pílulas calmantes. Não está conseguindo dormir? Abrace esse pequeno ser acolchoado e relaxe, como se estivesse deitado com o parceiro perfeito.

Mas o que esse travesseiro faz de tão aconchegante? Alguns estudantes de robótica da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, estavam com insônia e começaram a estudar como aplicar conhecimentos de sua área para resolver o problema. Eles pesquisaram e perceberam que os humanos dormem melhor ao lado de outra pessoa - a respiração e os movimentos do companheiro são algo relaxante (a não ser que ele ronque como porco, é claro).

Como bons engenheiros robóticos, Julian Jagtenberg e seus amigos criaram circuitos eletrônicos e os colocaram dentro de um travesseiro junto com outras partes mecânicas móveis e até caixinhas de som. O programa instalado na máquina consegue perceber quando você está dormindo mal ou se mexendo demais e faz de tudo para criar um clima de relax.

A Somnox faz barulhos suaves, como da respiração, e mexe-se como uma caixa torácica enchendo-se de ar. Aí você entra no mesmo ritmo e acaba caindo no sono. A parte legal é a autonomia do produto: ele toma decisões de começar ou parar seus movimentos de acordo com as condições do ambiente, por meio de sensores que percebem qualquer chacoalhada ou som rolando na cama.

Essa é a almofada ideal para quem gosta de dormir de conchinha a noite toda (vamos combinar, nenhum parceiro de sono na cama aguenta tudo isso). Ela está em campanha de crowdfunding e já atingiu seu objetivo de financiamento - ou seja, vai sair do papel. Depois dessa, qual outra pequena coisa do dia a dia você gostaria de ter uma ajuda robótica para resolver?