AMOR

Parabéns na alvorada...

Autor

A alvorada rompe aqui junto ao morro Da'Samba
chega suave, em abraço
a brisa-mar da chicala em frente
cobrem-me as duas
como que querendo proteger-me da impotência de não saber voar
A ignorância da arte mágica,
do viajar, do teletransportar, do conseguir fazer apenas o crer
cimenta-me aqui sem opção outra poder ter
Visto-me, matabixo, respiro….todas as memorias de ti
…e remeto-me prá espera,
de via net poder-te beijar-te...
Resta-me a certeza de saber que nem pra lá de duas mortes
O amor por ti poderá acabar
Parabéns vida minha
17.11.2017

Parabéns na alvorada...