ENTRETENIMENTO

Big Little Lies e a importância da amizade entre as mulheres

Micheli Nunes
Author
Micheli Nunes

Hoje eu sou feminista e tenho um monte de mulheres maravilhosas na minha vida, mas na adolescência eu quase não tinha amigas. Eu repetia sem questionar aquele velho clichê do "sou diferente das outras, não tenho amigas mulheres, prefiro a companhia de homens", e me sentia SUPER especial. Parte disso era porque na minha mente eu era única mulher que não gostava de "coisas de mulherzinha", tudo porque eu não usava salto alto e curtia uns rocks, a clássica DIFERENTONA. E parte porque eu realmente não fazia muitas amizades e era mais fácil achar uma resposta que me tornasse "interessante". Só fui descobrir a força e a importância da amizade feminina depois de adulta. E é por isso que séries como Big Little Lies são importantíssimas.

Big Little Lies e a importância da amizade entre as mulheres

A trama, inspirada em um livro com o mesmo título, fala de um assassinado que acontece em um bairro de classe alta em Monterey, na California. Não sabemos quem morreu ou quem é o assassino, mas ao mesmo tempo em que acompanhamos a investigação policial, a história que culminou no crime vai sendo revelada em flashbacks. As personagens principais são mulheres, que por causa de um problema com seus filhos na escola, acabam divididas em dois grupos que se odeiam. Os depoimentos à polícia são cheios de machismo, com as testemunhas dizendo que mulheres são histéricas e falsas, mas à medida que a história evolui e vamos conhecendo as personagens, percebemos que não é bem assim. 

Apesar de todo o brilhantismo da trama e das atuações impecáveis (com destaque pra Nicole Kidman), o que mais me conquistou em Big Little Lies foi a sutileza como ela evidencia que a famosa "rivalidade entre mulheres" é uma falácia. Sem grandes discursos feministas, a trama consegue passar mensagens poderosíssimas no modo "incógnito". A série mostra que temas como estupro, violência doméstica e dilemas na criação dos filhos são mais fáceis de superar quando contamos com a ajuda de outras mulheres. Algumas cenas de cumplicidade e amizade entre as personagens são de arrepiar. 

Como quem não quer nada, Big Little Lies se tornou um enorme respiro no meio de uma cultura que quer que a gente acredite que somos inimigas naturais. E essa crença não é imposta por acaso. Mulheres desunidas são menos fortes. Se nos odiarmos, não vamos compartilhar experiências, desejos e sofrimentos. Se competirmos entre nós, não teremos ninguém pra dividir a barra de ser mulher em um mundo machista. Se não confiarmos umas nas outras, não vamos verbalizar o sexismo que encontramos todos os dias com uma pessoa que passa pelo menos. É só dar olhar ao redor que vamos encontrar um monte de mulheres sinceras procurando amizades verdadeiras. Vamos nos dar essa chance. <3