Cultura POP
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Cultura POP
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Cultura POP
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

Micheli Nunes
há 4 meses5.7k visualizações
As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Se você anda por esse mundão das internets, já deve ter percebido que nós estamos no Mês do Orgulho LGBT, que prega a aceitação e a tolerância, além de celebrar a diversidade de orientação sexual e identidade de gênero. Estão rolando muitas campanhas por aí, mas uma das mais populares é a reação ORGULHO, um arco-íris fofinho que, assim como a famosa florzinha da GRATIDÃO, o facebook acrescentou às tradicionais reações dos posts. 

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

Só que tem muita gente homofóbica e intolerante achando isso o maior absurdo, porque privilégio hétero é isso, né gente? Você vive numa bolha de segurança e conforto tão intensa, que um arco-íris numa rede social ABALA seu mundinho. Enquanto isso tem gays, lésbicas, bissexuais e principalmente pessoas trans e travestis morrendo todos os dias pelo Brasil (que é o país que mais mata LGBTs no mundo). 

Para dar uma dimensão do quão ridículo é reclamar por um arco-íris, separamos as reações mais patéticas da internet. E se segura, porque vem homofobia (e burrice) por aí!

Teve o cara que conhece muitos "ditadores homos" que querem impôr o arco-íris:

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

Teve o cara que diz que "chega dessas viadagens" mas acha que não é machista nem homofóbico:

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

O cara que cunhou o termo "jovens dinâmicos", que eu vou adotar pra mim. Podem me chamar de jovem dinâmica:

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

Teve o sujeito que NÃO QUER o arco-íris, mas já atualizou pra ter certeza que não ia aparecer, ficou meio triste porque não veio e resolveu usar o emoji mesmo:

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

O cara que "nada contra mas":

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

Tem o cara que aparentemente tira a bunda pra fazer sexo:

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

O cara que acha que o arco-íris é transmitido fazendo sexo sem camisinha:

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

E o cara que acha uma puta injustiça os gays usarem TODAS AS CORES BONITAS:

As reações mais ridículas dos homofóbicos depois do arco-íris aparecer no Face

5 bruxas que são verdadeiros ícones feministas

Micheli Nunes
há 5 meses32.1k visualizações
5 bruxas que são verdadeiros ícones feministas
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Um dos arquétipos femininos mais antigos da história, a Bruxa tem passado de vilã a heroína na cultura pop. Inspirada em religiões pagãs matriarcais, a figura da bruxa foi vilanizada por séculos, à medida que o Cristianismo foi se tornando uma potência global. Tudo porque homens se sentiam intimidados por mulheres que possuíam mais conhecimentos que eles sobre saúde e sexualidade. 

A famosa Caça às Bruxas, que teve seu auge do século XVI ao século XVIII, criou uma paranoia generalizada e matou milhares de mulheres inocentes que não se comportavam como eram ordenadas. Tudo pelo medo de que essas mulheres, geralmente parteiras e curandeiras, ameaçassem o poder do patriarcado. 

Mas a história tem mudado e a imagem da bruxa vem passando por uma transformação paralela ao surgimento e crescimento dos movimentos feministas. Antes vista como solitária, amarga, invejosa e feia, agora a bruxa aparece independente, poderosa e cheia de girl power. Coincidência? Eu acho que não! 

Veja alguma das bruxas mais feministas da cultura pop:

#1 - Samantha

A série A Feiticeira estreou em 1964, uma época em que a obrigação dos serviços domésticos era ainda mais intensa para mulheres. Uma das primeira bruxas atraentes a aparecer na cultura pop, Samantha não aceitava de bom grado o papel de esposa subserviente. Sempre desafiava o marido e usava magia para se livrar dos afazeres domésticos.

#2 - Sabrina

Sabrina, Aprendiz de Feiticeira era a heroína de 9 entre 10 garotas dos anos 90. Morando com suas duas tias, ela era independente, inteligente e usava seus poderes para o bem. Sabrina é um exemplo de narrativa sobre amadurecimento feminino (e feminista) disfarçada de comédia.

#3 - Elvira

Apesar de controversa pelo visual hipersexualizado, Elvira sempre foi dona de si e poderosa. Criada por Cassandra Peterson, a personagem surgiu como apresentadora de uma sessão de filmes de horror nos anos 80. Logo virou febre e apareceu em videogames, filmes, séries, comerciais e etc. Em seu primeiro longa solo, Elvira, A Rainha das Trevas, ela enfrenta o conservadorismo na forma de um tio avô do mal. 

#4 - Malévola

Malévola é um dos maiores indicadores de que o feminismo tem retomado a narrativa das bruxas. O filme de 2014 reconta a história da Bela Adormecida do ponto de vista da vilã, que no fim das contas não era tão malvada assim. Além de humanizar a personagem, o longa coloca a bruxa em cenas épicas de batalha chutando os traseiros de um monte de homens.

#5 - Hermione

Mais conhecida como "a razão do garoto que sobreviveu ainda estar vivo", Hermione é uma das personagens mais queridas da cultura pop. Super inteligente e poderosa, mas ainda sensível e complexa, a personagem salva Harry Potter diversas vezes. Sua intérprete, Emma Watson, também cresceu para se tornar uma das mais populares vozes do feminismo no mundo.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
micheli.nunes
Micheli é jornalista especialista em cinema, e escreve sobre filmes, séries de TV, feminismo e cultura pop há 9 anos.