Cultura POP
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Cultura POP
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Cultura POP
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Campanha americana contra assédio lembra caso de José Mayer

Micheli Nunes
há 6 meses8.3k visualizações
Campanha americana contra assédio lembra caso de José Mayer
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

David Schwimmer, o Ross da série Friends, produziu uma campanha contra assédio sexual. Chamada de #ThatsHarassment - "#IssoéAssédio", em tradução livre - o projeto conta com seis curta-metragens que mostram situações comuns de assédio em diversos locais. E coincidência ou não, um dos vídeos da campanha mostra justamente um ator famoso assediando uma figurinista, caso bem semelhante ao do ator José Mayer, que foi afastado da Globo depois que uma figurinista o denunciou por uma série de assédios sexuais.

Campanha americana contra assédio lembra caso de José Mayer

Schwimmer disse, em uma entrevista para a Cosmopolitan, que todas as mulheres que ele conhece já passaram por situações parecidas, e muitas não perceberam que estavam sendo assediadas. Para ele, é importante que as mulheres reconheçam o assédio e denunciem. "O silêncio não ajuda ninguém", comentou o ator. Veja abaixo todos os curtas, que foram baseados em fatos reais e filmados como que por uma câmera escondida.

O filme que mostra o ator e a figurinista é estrelado pela comediante Cristela Alonzo e pelo ator Noah Emmerich, da série The Americans. 

O próprio David estrela um outro curta, chamado "The Boss", em que um chefe assedia uma subordinada, ao lado da atriz Zazie Beetz.


Outro curta mostra uma mulher que trabalha em um bar e é assediada pelo colega de trabalho, com Joseph Sikora and Grace Gummer.

Bobby Cannavale, de Will and Grace, e Anna Van Patten interpretam um fotógrafo e uma modelo, provavelmente inspirados no caso do famoso fotógrafo Terry Richardson, que foi acusado por uma série de modelos famosas de assédio sexual em seus ensaios.

Em outro vídeo, uma paciente assediada pelo médico. Com Cynthia Nixon, de Sex and The City, e Michael Kelly, de House of Cards.

O último curta mostra um político assediando uma repórter, com Emmy Rossum e Harry Lennix.

O vilão de Frozen ensina uma lição importantíssima

Micheli Nunes
há 9 meses2.7k visualizações
O vilão de Frozen ensina uma lição importantíssima
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Já falamos bastante sobre o feminismo e a sororidade em Frozen, mas existe outra mensagem importante na história.
Hans conhece Anna, a irmã mais nova de Elsa, no dia da coroação. Os dois têm uma conexão imediata e protagonizam uma das músicas mais legais de todos os filmes da Disney, "Love is an Open Door". Daí já sabem. Anna se apaixona e eles decidem se casar. Ali mesmo, na mesma noite em que se conheceram. Afinal, contos de fada são assim, né? Amor à primeira vista! O que pode dar errado?

MUITA COISA. MUITA COISA MESMO.

Spoiler alert: o filme saiu faz 3 anos, então não reclamem.

Hans revela-se o grande vilão. Ele queria se casar com Elsa para tornar-se rei, mas ela era inatingível, então se aproveitou da irmã mais nova, carente e ingênua. No fim das contas ele agride e tenta matar as duas irmãs. 

É uma quebra de paradigma importantíssima no universo da Disney. Desde Bela (de A Bela e a Fera), vemos princesas cada vez mais donas de si e espertas, mas o estereótipo do príncipe e do amor verdadeiro nunca foi questionado dessa forma. Até tivemos alguns mocinhos fora do padrão, mas invariavelmente eles são caras meio babacas que "mudam" por causa do amor verdadeiro.

Hans desconstrói a falácia do príncipe perfeito e do amor incondicional à primeira vista, tão perpetuado nas histórias que ouvimos desde pequenas. E tão perigoso.

Quando ele é apresentado - jovem, bonito, charmoso, engraçado e PRÍNCIPE -, nós acreditamos nele. Nós QUEREMOS acreditar nele, porque isso é romântico. E foi isso que nos ensinaram: que o amor acontece inesperadamente e que devemos nos entregar e lutar por ele. Mas na vida real, coisas assim não acontecem. Se um cara conhece você, diz que está apaixonado e a pede em casamento no mesmo dia, saia correndo. Isso pode ser o primeiro sinal de uma ordem judicial futura. 

Mostrando que príncipes que aparentam ser perfeitos podem ser pessoas horríveis, que estão apenas tentando se aproveitar da princesa, a Disney passou uma mensagem muito importante para as meninas: Não acredite em aparências e não se deixe enganar por uma pessoa que você acabou de encontrar e não conhece de verdade.

E a cereja do bolo é Kristoff, o mocinho que realmente fica com a princesa no final. Ele é um belo parceiro para Anna durante toda a história e, no final, ainda pede o consentimento dela antes de beijá-la. Oun... <3

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
micheli.nunes
Micheli é jornalista especialista em cinema, e escreve sobre filmes, séries de TV, feminismo e cultura pop há 9 anos.