MULHERES

O que feminismo tem a ver com os peitos da Emma?

Micheli Nunes
Author
Micheli Nunes

Emma Watson, a Hermione de Harry Potter, além de atriz é uma ativista feminista. Em 2014, foi nomeada Embaixadora da Boa Vontade pela ONU Mulheres e lançou a campanha HeForShe, um movimento que pede a participação dos homens na luta pela igualdade de gênero. Paralelamente, Emma continua com sua carreira no cinema e na última semana deu uma entrevista para a revista Vanity Fair, para o lançamento do filme A Bela e a Fera, junto com um ensaio fotográfico lindo: 

O que feminismo tem a ver com os peitos da Emma?

Só que, por causa da foto acima, a parcela conservadora e antifeminista da internet se achou no direito de revogar o feminismo de Emma simplesmente por ter mostrado uma parte dos seios.

O que feminismo tem a ver com os peitos da Emma?

OK. Respira. Vamos por partes.

Primeiramente, não é porque uma mulher decide mostrar os seios que ela merece menos respeito de ninguém. Nós ainda somos extremamente conservadores em relação à nudez, e mais ainda quando é uma nudez feminina que não foi feita para o consumo masculino. Mulher pelada é muito bem-vinda quando é produzida por homens especialmente para homens. A partir do momento em que uma mulher toma para si o controle e escolhe como e quando ela quer mostrar seu corpo, as pessoas acham que ela não merece mais respeito.

Há alguns anos, Demi Lovato e Jennifer Lawrence tiveram fotos nuas pessoais roubadas e publicadas contra a vontade delas. Mas além de serem vítimas de um crime, elas se tornaram alvo de críticas e xingamentos por terem tirados fotos nuas dentro de suas casas. Se elas tivessem posado para revistas masculinas, ou feito uma cena de sexo em um filme ou clipe, tudo estaria ótimo, mas como a nudez foi nos termos delas, de repente ficou vulgar demais. 

Na época, inclusive, usaram uma frase falsa de Emma, que sempre foi vista como uma "mocinha comportada", como "lição" para as colegas.  

O que feminismo tem a ver com os peitos da Emma?

*Respira, conta até 10*

Em segundo lugar, feminismo não é um livro de regras que mulheres precisam seguir para ter direitos assegurados, muito pelo contrário. Feminismo é um conjunto de movimentos e ideologias que tem como objetivo básico a igualdade política, social e cultural de gêneros. O feminismo defende o direito das mulheres fazerem suas escolhas, inclusive sobre o próprio corpo. Emma tem todo o direito de lutar por isso e ao mesmo tempo decidir que quer fazer um ensaio fotográfico mostrando os seios. Não existe nenhum motivo para achar que uma coisa invalida a outra.

Mas é tão simples assim?

Emma já foi muito criticada por praticar um feminismo branco, muito focado em homens e que não inclui todas mulheres. Acontece que é bem mais fácil promover a liberdade de mostrar o corpo quando você está dentro dos padrões de beleza estabelecidos pela nossa cultura. Sim, a atriz foi criticada pela foto, mas se ela não fosse branca, cisgênero e magra, as críticas seriam proporcionais? Ela teria o mesmo espaço na revista? Certamente não. 

Hoje, uma atriz negra, trans e gorda jamais estrelaria um filme da Disney como uma princesa, e consequentemente não figuraria na capa da Vanity Fair. É essencial sempre fazer esses questionamentos quando falamos de feminismo. De um jeito ou de outro, a maioria de nós desfruta de algum privilégio. Algumas, como a Emma, desfrutam de MUITOS privilégios e podem cair na armadilha de excluir muita gente do seu ativismo. Ouvir o outro e enxergar o mundo com outras perspectivas é essencial. E um bom exercício para começar é ler isso aqui: