LGBT

Trans, drag, cis, transição... ficou confuso? A gente ajuda

Micheli Nunes
Author
Micheli Nunes
Trans, drag, cis, transição... ficou confuso? A gente ajuda

A ideia de que gêneros eram só dois já caiu por terra há anos, e até o Facebook já adicionou nada menos que 56 opções de gênero para que o usuário escolha na hora de fazer o seu perfil. Hoje, pessoas trans aparecem nas séries e nas novelas, mas nem todo mundo entende esse universo. Além dessas definições derrubarem por terra tudo o que muita gente aprendeu a vida inteira, o assunto pode ser confuso e delicado. Por isso, preparamos um glossário básico sobre as expressões mais comuns e, no final, separamos uma lista de sites para quem quiser se aprofundar mais no assunto. 

A primeira coisa a saber é que orientação sexual, gênero e sexo são coisas bem diferentes. E dentro dessas definições há diversas categorias. Explicamos as principais delas abaixo. 

Trans, drag, cis, transição... ficou confuso? A gente ajuda

ORIENTAÇÃO SEXUAL é a prevalência de atração física e/ou romântica que uma pessoa sente por um determinado gênero, por mais de um gênero, ou por nenhum. Dentro da orientação sexual existem as monossexualidades, as bissexualidades e a assexualidade

  • Monossexualidade é a atração por pessoas de apenas um gênero. Quando a pessoa se sente atraída por pessoas de um gênero similar ao dela, ela é homossexual. Quando a pessoa se atrai por pessoas de um gênero diferente do dela, ela é heterossexual
  • Bissexualidade é um termo guarda-chuva usado quando a pessoa sente atração por pessoas de mais de um gênero. Ela é bissexual quando se atrai por dois ou mais gêneros. Ela é polissexual quando se atrai por outras pessoas independentemente do gênero delas, mas não de maneira igual, por exemplo, quando uma pessoa gosta de todos os gêneros, mas têm uma preferência por mulheres. E ela é pansexual quando se atrai por todos os gêneros de maneira igual. 
  • Assexualidade é quando a pessoa não se atrai sexualmente por nenhum outro gênero em particular. Ela pode ou não ter interesse romântico por outras pessoas, mas não sexual.

SEXO (biológico) é o conjunto de características estruturais e funcionais segundo os quais um ser vivo é classificado como macho, fêmea ou intersexual. 

GÊNERO é a identidade adotada por uma pessoa dentro da sociedade, ou seja, a maneira como ela se apresenta ao mundo. Hoje é amplamente aceito que gênero não é binário, ou seja, não é "ou homem ou mulher", mas sim um espectro que engloba diversas representações de masculinidade, feminilidade, ambas ou nenhuma.  

  • Cis ou Cisgênero é uma pessoa cujo gênero está de acordo com o que foi determinado no seu nascimento. Ou seja, um homem que quando nasceu foi designado como "homem", ou uma mulher que quando nasceu foi designada como "mulher". Hoje em dia, o que é usado para determinar o gênero de uma pessoa é a predominância das características físicas de cada sexo. 
  • Trans ou Transgênero é uma pessoa cujo gênero é diferente daquele determinado no nascimento. Ou seja, um homem que foi designado como do mulher ao nascer, ou uma mulher que foi designada como do homem ao nascer. 
  • Transexual é um termo que por muito tempo foi usado para se referir a pessoas transgênero, mas vem caindo em desuso por não ser adequado, pois além de se referir ao sexo, e não ao gênero, é um termo muito ligado à patologização da identidade de gênero.
  • Travestis são pessoas que se identificam com a feminilidade ou com o gênero feminino, mas foram identificadas como do sexo masculino no nascimento. Algumas se consideram transgênero e outras não. É um termo muito associado à situação econômica da pessoa.
  • Agênero  é uma pessoa que não se identifica com nenhum gênero pré-determinado. Geralmente ela escolhe um pronome com o qual prefere ser chamada.
  • Não binário ou não binária é um termo guarda-chuva para definir pessoas que não se identificam 100% nem com o gênero masculino, nem com o gênero feminino, mas com ambos ou nenhum em proporções iguais ou diferentes. Dentro dos não-binários estão os pangênero (que se identificam com todos os gêneros na mesma proporção), bigênero (que se identificam com dois ou mais gêneros),  poligênero (que se identificam com todos os gêneros, mas em proporções diferentes) e fluido (que sente sua identidade de gênero sempre em transformação). Esses são apenas alguns exemplos, quem quiser ver uma lista mais completa de identidades não binárias pode conferir aqui
  • Crossdresser é uma pessoa que veste peças de roupa que não são consideradas socialmente adequadas para o seu gênero. Por exemplo, um homem de vestido ou uma mulher de terno e gravata. A prática pode ser por prazer, diversão ou por necessidade, como é o caso de mulheres trans que se vestem como homens para se proteger de ataques transfóbicos. 
  • Drag Queens são artistas performáticos que se vestem como mulheres, com roupas, maquiagens e acessórios que reforcem ou exagerem as características femininas. É apenas uma representação artística e não tem nada a ver com gênero ou identidade de gênero. Mulheres e homens, cis ou trans, podem ser drag qeens.
  • Drag Kings é o equivalente à drag queen, mas referente a artistas que performam como homens.
  • Transição é uma etapa da vida de algumas pessoas trans que viveram parte da vida de acordo com o gênero que foi atribuído a elas ao nascimento, mas que em algum momento decidiram que queriam viver sua verdadeira identidade de gênero. Essa mudança de vida para adequar seu dia-a-dia à sua identidade é chamada de transição. Algumas pessoas mudam seus documentos, passam por terapias hormonais, fazem tratamentos estéticos e passam por cirurgias de redesignação de sexo. Outras não sentem necessidade de fazer nenhuma dessas mudanças, ou passam apenas por algumas delas. Nunca se pode dizer que uma pessoa trans "era homem" ou "era mulher". Se necessário, o correto é se referir a esse estágio da vida delas como "antes da transição".
  • Cirurgias de redesignação são procedimentos cirúrgicos pelos quais algumas pessoas trans passam para adequar seu corpo ao que elas sentem que se encaixaria à sua identidade de gênero. Algumas pessoas trans fazem uma ou mais cirurgias, outras não fazem nenhuma. Fazer ou não fazer cirurgia é uma questão pessoal e não significa que uma pessoa é "mais" ou "menos" trans. O termo "cirurgia de mudança de sexo" não é correto, porque a pessoa não "muda" o sexo biológico ou a identidade de gênero em procedimentos cirúrgicos.

Lembrem-se, nem todo mundo nasce sabendo, então não tem problema perguntar com educação e se informar. O que não pode é discriminar e espalhar preconceitos.

Quem quiser saber mais sobre termos do universo LGBTQ+ pode acessar os links abaixo, que foram algumas das nossas fontes de pesquisa. E como este é um tema sempre em evolução, se alguma explicação aqui estiver inadequada ou ultrapassada, é só entrar em contato que nós atualizaremos! 

Dicionário de Gêneros - http://dicionariodegeneros.com.br/

Gênero - https://pt.wikipedia.org/wiki/Identidade_de_g%C3%AAnero

Bissexualidade - https://pt.wikipedia.org/wiki/Bissexualidade

Monossexualidade - https://pt.wikipedia.org/wiki/Monossexualidade

Assexualidade - https://pt.wikipedia.org/wiki/Assexualidade

Wiki Identidades - http://pt-br.identidades.wikia.com/wiki/Wiki_Identidades

Associação de Psicologia Americana - https://www.apa.org/