CELEBRIDADES

Críticas à gravidez de Kate Middleton mostram que ser mulher é quase impossível

Yazar
Críticas à gravidez de Kate Middleton mostram que ser mulher é quase impossível

Mulheres são ridicularizadas por qualquer coisa o tempo inteiro, e nem a futura rainha da Inglaterra escapa disso. A família real britânica anunciou essa semana que Kate Middleton, esposa do príncipe William, está grávida pela terceira vez, e a internet achou por bem transformar essa notícia feliz em bullying, provando, mais uma vez, que é impossível ser mulher sem ser alvo de críticas o tempo inteiro.

Kate, que tem 35 anos, já é mãe de George, que tem 4 anos, e Charlotte, de 2 anos, e para alguns internautas essa seria a cota máxima, mais que isso já não pode! Teve muita gente mandando Kate tomar a pílula, outros apresentando camisinha para ela, e mais uma multidão chamando ela de "coelha" ou "parideira". Além de uma multidão criticando a duquesa por ficar grávida "durante o pós-parto", ignorando o fato de que sua filha mais nova já tem dois anos.

Depois de tanta luta feminista as pessoas ainda não entenderam que o que uma mulher faz da sua vida é da conta dela. Se decide não ter filhos e se dedicar à carreira, é uma egoísta fria e sem coração, se decide ter filhos, mesmo tendo uma fortuna e plenas condições de criá-los, é uma "parideira". 

Ser mulher não é fácil mesmo, viu?