MODA

Imagem de bebê com piercing levanta uma discussão importante

Autor
Imagem de bebê com piercing levanta uma discussão importante

Qual seria sua reação se encontrasse um bebezinho lindo com um piercing na bochecha? Choque? Revolta? Provavelmente os dois, certo? Foi por isso que a ativista americana Enedina Vance postou no Facebook a foto da filha com um piercing na bochecha, mas não se preocupe, é apenas uma montagem.

No post, Enedina dá "argumentos" muito similares a pais e mães que furam a orelha de suas filhas recém-nascidas. "É fofo, não?!! Eu sei que ela vai gostar, ela vai me agradecer quando for mais velha, risos. Se ela decidir que não gosta é só tirar, não tem problema. Eu sou a mãe, ela é MINHA FILHA, eu vou fazer o que eu quiser com ela. Eu a fiz, sou sua dona", escreveu ela na publicação, que tem mais de 14 mil compartilhamentos.

Além de criticar os furos na orelha de bebês, Enedina também é totalmente contra a circuncisão de meninos, ou seja, a remoção do prepúcio do pênis. A prática é muito comum nos Estados Unidos, onde mais da metade dos meninos são circuncidados. Mesmo muito relacionada com o judaísmo, a circuncisão também é apoiada por pais e mães de outras religiões e até ateus. As motivações variam de tradições religiosas até higiene e saúde, o que um argumento extremamente controverso. Especialistas afirmam, inclusive, que retirar o prepúcio pode diminuir o prazer sexual dos homens ao chegar na idade adulta.

Para Enedina, é preciso reconhecer que bebês são seres humanos, e não são propriedade dos pais. Crianças pequenas ainda não podem tomar suas decisões, e o papel do pai e da mãe é de cuidar, proteger e educar, e não modificar os corpos delas de um jeito definitivo apenas por motivos de estética ou religião.