GEEK

Mesmo com polêmicas, 'Star Wars: Os Últimos Jedi' já arrecadou US$ 745 milhões

Autor
Mesmo com polêmicas, 'Star Wars: Os Últimos Jedi' já arrecadou US$ 745 milhões

(Imagem: Reprodução)

Apesar das controvérsias envolvendo "Star Wars: Os últimos Jedi", o filme está indo muito bem na bilheterias. Apenas 10 dias após a sua estreia, o oitavo episódio da saga já arrecadou nada menos que US$ 745,4 milhões. Só dentro dos Estados Unidos, as bilheterias já chegaram à marca de US$ 365 milhões até o último domingo (24). E só hoje, no dia de Natal, a Disney prevê arrecadar mais US$ 32 milhões pelo mundo. Isso colocará o filme em terceiro lugar entre as maiores bilheterias domésticas do ano, depois de "A Bela e a Fera", com US$ 504 milhões, e "Mulher Maravilha", com US$ 412 milhões.

É interessante notar que os três filmes que mais lucraram em 2017 têm mulheres como protagonistas, o que derruba de vez a teoria de que as pessoas não gostam de assistir blockbusters com personagens femininas no papel principal. Isso também contraria bastante uma parcela conservadora dos fãs de 'Star Wars', que não se contenta com o fato de que a saga agora tem Rey no papel principal.

O descontentamento com o filme foi tamanho entre os fãs ortodoxos, que um americano abriu uma petição online para que a Disney tire "Os Últimos Jedi" do cânone, ou seja, ele quer que eles finjam que nada do que se passa no filme aconteceu e recomecem a história a partir de "O Despertar da Força".  As justificativas são muitas, mas a maioria dos reclamões diz que o filme aproveitou mal os personagens da série clássica, como Leia e Luke. Outros fãs são mais diretos (e racistas e homofóbicos), e afirmam com todas as letras que não gostaram da nova geração de heróis, que além de ter uma mulher na liderança, conta com um homem negro e uma mulher asiática.

Felizmente os números não mentem, e podemos afirmar que "Os Últimos Jedi" está sendo um grande sucesso. Haters gonna hate...