MULHERES

Oprah conta que atrizes sofreram de estresse pós-traumático por causa de Harvey Weinstein

Autor
Oprah conta que atrizes sofreram de estresse pós-traumático por causa de Harvey Weinstein

Imagem: Reprodução

A apresentadora Oprah Winfrey contou em um encontro do movimento Time's Up, junto com Salma Hayek, que Reese Witherspoon e outras atrizes sofreram de um transtorno de estresse pós-traumático quando o escândalo envolvendo o produtor Harvey Weinstein veio à tona, em outubro do ano passado. Segundo a apresentadora, a matéria do New York Times revelando o caso foi publicada durante as gravações de "Uma Dobra no Tempo", filme no qual ela atua junto com Reese Witherspoon, Mindy Kaling e Gugu Mbatha-Raw, e as notícias afetaram profundamente as mulheres.

"Isso aconteceu dois dias depois que o escândalo de Harvey apareceu no New York Times, eu estava no set, e todas as atrizes, incluindo Reese, estavam agindo como eu havia visto algumas das meninas da minha escola se comportarem, as que sofriam de síndrome de estresse pós-traumático. Todas estavam agindo como se tivessem medo, e só se falava disso", contou Oprah. 

Transtorno de estresse pós-traumático (TSPT), de acordo com o Hospital Israelita A. Einstein, é um distúrbio caracterizado pela dificuldade em se recuperar depois de vivenciar ou testemunhar um acontecimento traumático. A condição pode durar meses ou anos, com gatilhos que podem trazer de volta memórias do trauma, acompanhadas por intensas reações emocionais e físicas. Entre os sintomas mais comuns estão pesadelos ou lembranças repentinas (flashbacks), confusão mental, fuga de situações que relembrem o trauma, dificuldade para dormir, reações exageradas a estímulos diversos, ansiedade e depressão. A pessoa com PSPT apresenta um risco maior de cometer suicídio.

O clima no set do filme - que é uma fantasia protagozinada por uma garotinha negra, com um elenco diverso e majoritariamente formado por personagens femininas - era de tensão. "Eu me lembro de Reese dizendo: 'Deus, isso é muito perturbador. É só ouvir o nome dele e eu começo a chorar. E sempre que aparece uma história nova eu fico pior. Não durmo faz dois dias'", contou Oprah, que reconheceu os sinais. "Eu falei: 'Minha nossa, vocês estão sofrendo de transtorno de estresse pós-traumático, aconteceu algo com vocês?', mas ninguém conseguia dizer nada naquele momento".

Salma Hayek, que também foi uma das vítimas de Weinstein, revelou que teve uma experiência similar. "Eles entraram em contato comigo pra fazer parte da matéria, e na hora eu comecei a chorar e acabei não dizendo nada", disse Salma. "E eu fiz isso porque estava sofrendo de estresse pós-traumático". Algumas semanas depois, a atriz reuniu coragem e contou sua experiência em uma coluna, no próprio NYT. Ela disse que além de tentar de tudo para destruir sua carreira, o produtor ameaçou "quebrar as rótulas de seu joelho" e insinuou que poderia mandar matá-la, depois que ela não aceitou fazer sexo com ele