Murillo Pessoa's story
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Murillo Pessoa's story
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
    • Reportar esta pasta de histórias
Murillo Pessoa's story
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Barcelona contrata Di María! SQN

Murillo Pessoa
há 2 meses316 visualizações

Parte da torcida do Barça viveu alguns momentos de felicidade na noite dessa terça-feira, ao ler, nas páginas oficiais do clube no Twitter e no Facebook, que o meia-atacante Ángel Di María havia sido contratado. A alegria, porém, passou rápido. Bem rápido. Dois minutos após a mensagem de boas vindas ao argentino, o grupo de hackers OurMine assumiu, em tom irônico, a autoria da traquinagem. “Oi, Barcelona, é o OurMine (Grupo de Segurança), por favor entre em contato e desculpe pela farsa”, postou, em tradução livre do inglês.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Quando Neymar oficializou sua saída de Barcelona rumo a Paris, só um fato amenizou a perda da torcida do clube catalão. Na verdade, um número: 222 milhões de euros. Até agora, entretanto, o único contratado é o volante Paulinho, meio-campista que dificilmente elevará o patamar do elenco. Liverpool e Borussia Dortmund negaram seguidas investidas por Philippe Coutinho e Ousmane Dembélé, respectivamente. Di María parece ter entrado no radar do Barça nos últimos tempos, mas é pouco provável que o projeto conquistador do PSG abra mão da peça.

As janelas de transferências das principais ligas europeias fecham em 31 de agosto. A exceção é a Espanha, onde o prazo tem um dia a mais.

Barcelona contrata Di María! SQN

Ganharam Oscar de melhor filme e estão no Netflix

Murillo Pessoa
há 2 anos150 visualizações

Há um mês, a internet foi palco de uma catarse coletiva pelo triunfo de Leonardo DiCaprio no Teatro Dolby. O efeito da adrenalina acabou, os vencedores dos bolões receberam seus prêmios e, agora, os cinéfilos conseguem uns bons meses de folga de palpiteiros e especialistas de ocasião. Já podem até pensar em Oscar novamente, sem medo de embarcar involuntariamente numa modinha.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Boa companhia para esse momento mais calmo é um antigo vencedor da categoria melhor filme. O Netflix é uma prática opção para o programa. Em março, O discurso do rei chegou à versão brasileira do serviço, que agora soma 32 ganhadores da principal estatueta da festa hollywoodiana. O drama estrelado por Colin Firth, premiado de 2010, também é a alternativa mais recente.

Confira a lista:

1. Aconteceu naquela noite (1934)

Ganharam Oscar de melhor filme e estão no Netflix

O sétimo vencedor do prêmio é uma comédia romântica dirigida por Frank Capra. Na história, uma socialite (Claudette Colbert) foge do pai milionário para se unir com o amado, mas acaba se envolvendo com um jornalista (Clark Gable) que conhece no ônibus. Foi o primeiro filme a vencer as cinco principais estatuetas: filme, direção (Capra), ator (Gable), atriz (Colbert) e roteiro (Robert Riskin). Apenas Um estranho no ninho (1975) e O silêncio dos inocentes (1991) repetiriam a façanha.

2. A um passo da eternidade (1953)

3. Sindicato de ladrões (1954)

Ganharam Oscar de melhor filme e estão no Netflix

Grande obra do diretor Elia Kazan, o drama ganhou oito categorias: filme, direção (Kazan), ator (Marlon Brando), atriz coadjuvante (Eva Marie Saint), roteiro (Budd Schulberg), fotografia, edição e edição de arte. O filme rompeu com a estrutura utilizada pelos grandes estúdios até então ao contar a história de Terry Malloy (Brando), que de boxeador promissor acaba em cúmplice do mafioso líder do sindicato de trabalhadores das docas de Nova York. O personagem é dono de uma das mais famosas falas do cinema: "I coulda' been a contender".

4. A ponte do Rio Kwai (1957)

5. Se meu apartamento falasse (1960)

6. Amor, sublime amor (1961)

7. Lawrence da Arábia (1962)

8. No calor da noite (1967)

9. Perdidos na noite (1969)

10. Operação França (1971)

11. O poderoso chefão (1972)

Ganharam Oscar de melhor filme e estão no Netflix

Considerado por muitos o melhor filme de todos os tempos, o drama é, acima de tudo, uma referência. Cinematográfica e da cultura pop. Na obra, Don Vito Corleone (Marlon Brando), chefe de uma importante família do crime organizado em Nova York, sofre um atentado. Seus filhos, bem diferentes entre si, ficam então responsáveis pela sobrevivência e continuidade do legado Corleone. Venceu três estatuetas: filme, ator (Brando) e roteiro (Mario Puzo e Francis Ford Coppola).

12. O poderoso chefão II (1974)

13. Um estranho no ninho (1975)

14. Rocky (1976)

15. Noivo neurótico, noiva nervosa (1977)

16. Kramer vs. Kramer (1979)

17. Gandhi (1982)

18. Amadeus (1984)

19. Platoon (1986)

20. O último imperador (1987)

21. O silêncio dos inocentes (1991)

22. A lista de Schindler (1993)

23. Forrest Gump (1994)

Ganharam Oscar de melhor filme e estão no Netflix

A trajetória de uns dos personagens mais carismáticos da história do cinema. Forrest Gump (Tom Hanks) tem limitações intelectuais, mas as compensa com habilidades atléticas incríveis e muito coração. Acaba tendo uma vida repleta de histórias para contar. O filme ganhou seis categorias do Oscar: filme, direção (Robert Zemeckis), ator (Hanks), roteiro adaptado (Eric Roth), edição e efeitos visuais.

24. O paciente inglês (1996)

25. Beleza americana (1999)

26. Gladiador (2000)

27. Chicago (2002)

28. O senhor dos anéis: o retorno do rei (2003)

29. Crash (2005)

30. Onde os fracos não têm vez (2007)

31. Guerra ao terror (2009)

32. O discurso do rei (2010)

Ganharam Oscar de melhor filme e estão no Netflix

O drama conta a relação entre o Rei George VI (Colin Firth) e seu terapeuta Lionel Logue (Geoffrey Rush). Traz detalhes históricos sobre o pai de Elizabeth II, como seus problemas para falar ao grande público, mas altera a ordem cronológica de alguns fatos e exagera na intimidade do especialista australiano com o líder britânico. A obra garantiu quatro disputas: filme, direção (Tom Hooper), ator (Firth) e roteiro original (David Seidler).

#oscar #netflix

Você leu a pasta de história
escrita por