LGBT

Homossexualismo ou homossexualidade?

NerdPai
Author
NerdPai

Em meu blog sempre toco no assunto da homossexualidade. É importante que os pais hoje possam educar seus filhos para que eles entendam que toda forma de amor é válida.

Quando fiz o meu primeiro post abordado esse assunto, usei a palavra homossexualismo. Logo uma pessoa me corrigiu e disse que não devemos usar esse termo, pois o ismo é um sufixo que se remete à uma doença.

Em 1886, o sexólogo Richard von Krafft-Ebing propôs que a homossexualidade era causada por uma inversão congênita que ocorria durante o nascimento ou era adquirida pelo indivíduo. Ou seja, a homossexualidade era tratada como uma doença mental.

Em 1990 a OMS - Organização Mundial de Saúde - excluiu a homossexualidade de sua lista de distúrbios mentais e essa seria a razão para não usarmos a palavra homossexualismo.

Homossexualismo ou homossexualidade?

Por mais que seja uma questão semântica, (o sufixo ismo também pode ser remeter a doutrina, escola, teoria ou princípio artístico, filosófico, político ou religioso; ato, prática ou resultado; peculiaridade; ação, conduta, hábito, ou qualidade característica), compreendi que o uso do homossexualismo vai além disso.

Homossexuais sofrem com preconceito e com a  homofobia. São pessoas que tem medo, pois infelizmente a nossa sociedade acredita que seus atos são sujos e indignos. Ao usarmos o homossexualismo, estamos tocando fundo em suas feridas. Estamos considerando a forma de amar deles como uma doença que deve ser curada.

Sim, você não vê assim e eu também não. Porém não sou homossexual e não tenho os problemas que eles enfrentam todos os dias.  Então me resta respeitar e me policiar para apagar de vez a palavra homossexualismo do meu vocabulário.