Opinião
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Opinião
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Opinião
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

A origem do "pixo" é brasileira?

NerdPai
há 8 meses3 visualizações

Esta eu esses dias conversando com amigos sobre o pixo e o que a Prefeitura de São Paulo estava fazendo contra esse movimento.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A discussão foi sadia e conversamos muito sobre grafite e pixo. Em um certo momento, alguém disse que brasileiro gosta de chupinhar ideias dos gringos. Que amamos o way of life deles e até nisso gostamos de copiar.

Nessa uma amigo começou a rir. E não parava de rir. Sério, ele estava rindo muito. Ao questionarmos porque ele estava achando engraçado, ele com calmo olhou para nós e disse:

"Vão pesquisar sobre o CÃO FILA K26 e depois conversamos"

Como disse um falecido tio meu, hoje em dia as discussões acabam rápido. Se alguém afirma algo como verdade absoluta, todos já sacam o seus celulares para realizarem uma pesquisa sobre aquele assunto, que acaba morrendo em segundos ao invés de durar horas.

Eu fiz isso e pesquisei o CÃO FILA K26. E qual foi a minha supresa que o pixo  foi criação de um brasileiro na década de 60, bem antes de sua popularização com o movimento Hip Hop?

A origem do "pixo" é brasileira?

Antenor de Lara Campos Filho tinha uma criação de cães da raça fila. Para divulgar seu negócio, ele saia pixando CÃO FILA K26 pelas estradas e ruas de São Paulo. O K26  referia-se ao km da estrada do Alvarenga onde morava e estava seu canil.

O CÃO FILA K26 era visto em todo o Brasil. Os militares chegaram a acreditar que essa inscrição era uma mensagem política. Negou tudo em uma rádio e disse ainda que apoiava a ditadura.

Contraditório, não?

Só para você ter uma ideia, Antenor de Lara Campos Filho chegou a ganhar prêmios internacionais de propaganda por causa do CÃO FILA K26. E aí, o pixo ganhou o mundo...

O pixo é produto nacional. Não considero como uma arte, mas tem certo valor histórico. Acredito que o grafite é algo que deva crescer em nossas cidades como, aí sim, uma arte ao céu aberto. 

Antenor de Lara Campos Filho faleceu em 2012. Seria interessante saber o que ele pensa da São Paulo cinzenta de hoje. Até porque, não podemos negar que a história do pixo é fascinante, não?

Não confunda a liberdade de expressão com calúnia e difamação.

NerdPai
há 8 meses1 visualizações

Essa semana um estagiário postou no Facebook algumas fotos - mostrando seu ambiente de trabalho - com mensagens de sexismo e atacando as mulheres. Mais especificamente, as feministas.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A empresa teve ciência dessas postagens e o demitiu. Claro que criou-se um horda que foi até a fanpage da empresa e começaram a rebaixar a classificação da mesma. Qual o argumento? Que a empresa não respeita a liberdade de expressão

Não confunda a liberdade de expressão com calúnia e difamação.

Incrível como as pessoas não tem a mínima ideia do que seja a liberdade de expressão. Na interpretação de quase 10.000 pessoas que deram 1 estrela na avaliação da empresa, a pessoa foi perseguida e está sofrendo censura.

A liberdade de expressão não é um manto de impunidade. Você, sim, pode falar e pensar o que quiser. Porém tenha ciência que é preciso respeitar a liberdade do outro. Da mesma forma que você tem direito, as outras pessoas também tem.

Os seguintes incisos do Artigo 5º da nossa Constituição é bem clara sobre a liberdade de expressão e suas causas e efeitos:

IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;

No momento que você fala algo e isso afeta uma pessoa, um grupo ou até mesmo uma empresa, você pode sofrer consequências. Não é censura. É direito que todos nos temos.

E ainda temos o artigo 482 da CLT, que prevê que em hipótese nenhuma o empregado pode publicar imagens com produtos, serviços ou locais da empresa na internet, haja vista que não se trata de um ambiente que lhe pertence e sim do empregador. Desta forma, o empregado não pode dispor o que não é seu, sob pena de justa causa.

Então antes de bater no peito e questionar onde está sua liberdade de expressão, saiba que ela termina ao esbarrar na liberdade do outro. E não confunda a liberdade de expressão com calúnia e difamação.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar