Opinião
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Opinião
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Opinião
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Certeza que machismo não existe?

NerdPai
há 7 meses2 visualizações

Martin R. Schneider escreve para um site de críticas de cinema. Ao enviar um email para um cliente, começou a ter respostas rudes. O cliente chegava a ignorar suas perguntas.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Em certo momento, Martin percebeu que acabou usando a assinatura de uma colega de trabalho, a Nicole. Na hora ele começou a reenviar os emails com a assinatura correta e o cliente magicamente começou a tratá-lo bem.

Então Martin e Nicole tiveram uma ideia: iriam enviar e-mails com as assinaturas trocadas por duas semanas.

O resultado foi que Nicole teve suas semana mais produtivas de sua vida e Martin sofreu de todas maneias possíveis e imagináveis.

A razão disso tudo é bem clara: machismo.

Martin disse:

Eu estava no inferno. Tudo o que eu pedia ou sugeria era questionado. Clientes com os quais eu antes poderia lidar até dormindo mostraram-se arrogantes. Um perguntou se eu era solteiro

Talvez muitos não percebam isso pois o machismo está fundo em nossa cultura. Muitos acham que as mulheres são vitimistas e que gostam dessa posição inferior.

Precisamos mudar essa cultura do machismo. É difícil mudar algo que aprendemos desde pequenos, mas precisamos rever vários dos nossos conceitos e atitudes. Só assim podemos caminhar por um mundo mais igualitário.

Você consegue conviver com a divergência?

NerdPai
há 7 meses4 visualizações

Por mais informações que temos hoje, preferimos ler, curtir, compartilhar apenas em notícias e postagens que concordamos. Achamos um absurdo tudo aquilo que somos contra e lutamos para manter as nossa crenças, mesmo que elas sejam erradas.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Vivemos em bolhas e cada vez mais elas estão ficando menores.

Faz um tempo que decidi sair da minha aconchegante e quentinha bolha. Mantenho os amigos que tem ideologias diferentes da minha por perto. Gosto de ler o que escrevem. Gosto de analisar pelo ponto de vista deles um determinado assunto. E por mais que eu seja contra o que esses amigos pregam, consigo ver às vezes alguns pontos fracos no que eu considero como verdade através deles.

Você consegue conviver com a divergência?

Ou seja, a divergência de pensamentos e de ideologia me fizeram sair da minha zona de conforto que era minha bolha. O resultado desse exercício é que aprendi a conviver com a divergência e questionar a minha verdade.

Nunca votei no Lula, mas votaria no Haddad. Achei o Dória um enganador em seu primeiro mês na prefeitura, mas hoje já o considero um bom prefeito. Até com o Bolsonaro eu aprendi algo: nunca devemos ser como ele.

Se eu não aprendesse a conviver com as divergências, eu carregaria comigo apenas meias verdades. É com as divergências que crescemos e evoluímos. Brigar com um amigo extrema-direita ou esquerda é uma forma de nos alienar. E o que menos o mundo precisa são de alienados.

Então convido a todos a sairem de suas bolhas. Acompanhem pessoas que pensam diferente de você. Em pouco tempo você verá como o seu mundo expandiu.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar