ESPORTES

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

PTorre
Author
PTorre
À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Twitter / PSG)

Brigas por puro ego não são incomuns no futebol. A história é recheada de rivalidades entre estrelas do mesmo time que nem sempre acabam muito bem. A última que sacudiu o mundo foi a disputa pública entre Neymar e Cavani no PSG. Disputa não apenas por um pênalti, mas pelo poder, pelos holofotes e pelo protagonismo. Relembramos alguns casos que não deram muito certo.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Agif)

1 - Romário e Edmundo no Vasco

Revelados pelo clube carioca, os atacantes voltaram a se encontrar em São Januário no ano de 2000. Época em que o clube montou uma verdadeira seleção para a disputa do Mundial de Clubes. Após a tentativa inicial de paz, não deu certo. Romário e Edmundo deixaram de ser amigos na fogueira de vaidades. O Animal chamou o Baixinho de "príncipe" e recebeu o troco, sendo chamado de "bobo da côrte". Seis meses depois, Edmundo deixou o Vasco.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Uefa / Divulgação)

2 - Ibrahimovic e Messi

A disputa nunca foi claramente pública e a passagem do atacante sueco pelo Barcelona foi um fracasso. Embora já tenha criticado publicamente o técnico Pep Guardiola e elogiado Messi, um dos problemas apontados nos bastidores do Barcelona para o insucesso da dupla foi a briga de egos. Ibrahimovic gostaria de ser a referência no ataque, quando Messi atuava como falso 9. O sueco durou uma temporada, arrumou as malas e foi para o Milan.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Twitter / Sport)

3 - Vanderlei Luxemburgo e Marcelinho Carioca

Nos anos 90, ambos trabalhavam juntos no Corinthians e na seleção brasileira. Ainda assim, não se entendiam. Marcelinho mais tarde chegou a declarar que teve sua passagem pelo time nacional atrapalhada por Luxemburgo. Em um programa de tv mais tarde, ambos discutiram e trocaram ameaças, deixando claro o desgosto de parte a parte.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Twitter / Manchester United)

4 - Mourinho e Guardiola

Companheiros nos anos 90 no Barcelona, enquanto um era volante do time e outro auxiliar técnico, os dois cruzaram os bigodes anos mais tarde. No comando do Real Madrid, Mourinho não cansava de provocar Guardiola em coletivas de imprensa. Um dia, o catalão o respondeu atravessado, deixando claro que a rixa o incomodava. No livro "Guardiola - confidencial" é revelado que um dos fatores decisivos para a saída de Pep do comando do Barcelona foi um "cansaço mental" com as constantes disputas com José Mourinho.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Agif)

5 - Ney Franco e Rogério Ceni

Entre 2012 e 2013, Ney foi técnico do São Paulo, mas não se deu bem com o maior ídolo da história do clube, o então goleiro Rogério Ceni. Os dois se estranharam durante jogos, quando o então jogador contrariou instruções de Ney Franco. Após má campanha, Ney acabou demitido e detonou Rogério em entrevista. Segundo ele, o goleiro queimava outros atletas e era um dos problemas do São Paulo. Em contrapartida, Ceni respondeu que se tivesse tanta influência no comando do São Paulo "Ney Franco já estaria na rua há muito tempo".