ESPORTES

A torcida do São Paulo soltou foguetes com a venda de um argentino para a Itália

PTorre
Author
PTorre
A torcida do São Paulo soltou foguetes com a venda de um argentino para a Itália

O argentino Centurión chegou ao São Paulo em 2015 como esperança para a torcida. Veloz, driblador, o atacante parecia ser um bom reforço. Mas nada deu certo. Sem conseguir a adaptação necessária, ele permaneceu muito tempo na reserva e acabou emprestado ao Boca Juniors, da Argentina.

No Boca, Centurión colecionou alguns bons momentos e declarou paixão ao clube local. Temperamental, chegou a dizer que se não fosse para continuar no Boca após o contrato de empréstimo, encerraria a carreira. Ameaça vazia, mas que fez o clube argentino se empenhar em sua contratação definitiva.

A torcida do São Paulo soltou foguetes com a venda de um argentino para a Itália

Estava quase tudo certo quando Centurión se envolveu em uma briga numa festa em Buenos Aires e o time argentino impôs condições para assinar o contrato. Centurión se revoltou, criticou os dirigentes e disse que ia embora. Até foi, mas preocupou o São Paulo, que queria negociá-lo. Por fim, o Genoa, da Itália, por onde ele já tinha passado por empréstimo em 2014, ficou interessado. Contrato acertado, Centurión postou foto assinando o contrato. Os são-paulinos soltaram fogos nas redes sociais.

Ainda assim, muitos torcedores ficaram ressabiados. Será que, na última hora, Centurión não arrumaria uma confusão e evitaria de novo o negócio?

Mas não, foi tudo mesmo acertado. O argentino agora é jogador do Genoa em definitivo. E a torcida, com a confirmação, ficou como? É para glorificar de pé.

Entre idas e vindas, ao que parece a saída definitiva de Centurión foi mais um reforço para o clube.

Centurión foi vendido por 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões). O São Paulo permanece com 10% dos direitos econômicos para faturar em uma possível venda no futuro.