ESPORTES

As estátuas de Maradona e Pelé fizeram sucesso no sorteio da Libertadores

Autor
As estátuas de Maradona e Pelé fizeram sucesso no sorteio da Libertadores

(Twitter / Conmebol)

Estátuas para representar ídolos no futebol existem há anos, mas é realmente difícil que sejam similares aos homenageados. Cristiano Ronaldo, no início deste ano, viu uma estátua sua no aeroporto da Ilha da Madeira, em Portugal, virar meme pela falta de semelhança. É um negócio, no mínimo, arriscado.

Durante o sorteio dos grupos da Libertadores de 2018, a Conmebol decidiu apresentar ao mundo suas homenagens ao maiores jogadores sul-americanos de todos os tempos, Pelé e Maradona. Isso mesmo, estátuas. As obras de arte foram para o palco, ficou aquele friozinho na barriga com todas elas cobertas até que...elas apareceram.

E, olhem, foi uma grata surpresa. Pelé segurava a taça Jules Rimet, como na Copa de 70. Maradona, pela Argentina, com o visual e a taça da época da Copa do Mundo de 1986. As obras impressionaram pela semelhança.

A turma, ao que parece, curtiu.

E teve aquele que aproveita para fazer uma gracinha, claro.

As estátuas de Pelé e Maradona ficarão expostas no museu da Conmebol, em Luque, no Paraguai. Justo.