Fut-sampa
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fut-sampa
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fut-sampa
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Cinco motivos que tornam a campanha do Corinthians no Brasileiro espetacular

PTorre
há 3 meses2.9k visualizações
Cinco motivos que tornam a campanha do Corinthians no Brasileiro espetacular
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Chamado de quarta força do futebol paulista no início do ano, o Corinthians não para de surpreender e deixar adversários num misto de revolta e admiração com a boa fase. A vitória de 2 a 0 sobre o rival Palmeiras, em pleno Allianz Parque, fez o Timão disparar na ponta da tabela do Campeonato Brasileiro. São incríveis 35 pontos em 13 rodadas. A campanha é espetacular. Mas há bons motivos para isso. E nós listamos alguns deles.

1 - Trator de vitórias como poucas vezes visto

Óbvio que para ser campeão brasileiro é preciso acumular vitórias. É chover no molhado. Mas o Corinthians de 2017 se tornou completamente obsessivo quanto a isso. São 11 em 13 jogos. Apenas em duas partidas o líder não levou os três pontos: contra a Chapecoense, na primeira rodada, e contra o Coritiba, na sexta rodada. Foram empates. No restante: vitórias. A sequência, no momento, é de cinco consecutivas. Irresistível.

2 - Os pênaltis defendidos por Cássio

Depois de má fase em 2016, o goleirão voltou à boa forma nesta temporada. Visivelmente mais magro, Cássio está ágil como poucas vezes na carreira, o que é um problema grave para os rivais. Além das boas defesas com o jogo rolando, o goleiro decidiu ser novamente decisivo em cobranças de pênalti. As últimas quatro cobranças contra ele não entraram - foram duas pelo Brasileiro. Luan, do Grêmio, e Lucca, da Ponte Preta, pararam no paredão. E o Corinthians, claro, venceu os jogos.

3 - O trabalho de Fabio Carille

Contratado como última opção para comandar o Corinthians neste ano, o ex-auxiliar de Tite tem mostrado incrível capacidade de organizar o time corintiano e torná-lo extremamente competitivo. As 11 vitórias em 13 jogos dão um desempenho tão fora da curva que o próprio técnico disse ficar a cada dia mais impressionado com o produzido pela equipe.

4 - Vitórias de respeito contra rivais diretos

Antes do início do Campeonato Brasileiro, o Corinthians não era cotado por especialistas para disputar o título brasileiro. Estaria atrás de elencos como Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG e Grêmio. Pois dois desses times ficaram pelo caminho, ambos com vitórias fora de casa. No Sul, o Corinthians venceu o Grêmio por 1 a 0. E, agora, conseguiu quebrar a invencibilidade de mais de um ano do Palmeiras em seus domínios. Vitórias de gente grande. Atlético-MG e Flamengo que se cuidem.

5 - E-QUI-LÍ-BRI-O

Não, o técnico do Corinthians não é mais Tite com seu vocabulário característico. Mas Carille é discípulo do técnico da Seleção Brasileira. E talvez por isso o Corinthians seja tão equilibrado. Somente o Grêmio fez tantos gols quanto o líder na competição até agora: são 23. Um baque para quem chama o Corinthians de retranqueiro. E ninguém tomou tão poucos quanto o Timão: foram apenas cinco em 13 rodadas. O saldo de 18 gols é a representação de um líder quase perfeito do Campeonato Brasileiro, rumo ao sétimo título nacional.

Gols em Barcelona e Real Madrid e fã de Neymar: o novo atacante do Palmeiras

PTorre
há 3 meses3.2k visualizações
Gols em Barcelona e Real Madrid e fã de Neymar: o novo atacante do Palmeiras
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Campeão brasileiro, o Palmeiras iniciou o ano determinado a substituir seu maior destaque, Gabriel Jesus, negociado com o Manchester City. Foi até a Colômbia e contratou Borja junto ao Atlético Nacional por dez milhões de dólares. Não deu certo.

Inquieto e com grana no bolso, o clube paulista pensou na solução mais óbvia: no reserva do próprio Gabriel Jesus na Seleção Brasileira, Diego Souza, do Sport. Foram dias em negociação, traços de novela na história que permanece indefinida. Havia pressa. Aí, veio a surpresa.

Na noite de terça-feira, o clube paulista anunciou o reforço do atacante Deyverson, do Alavés, da Espanha. Embora brasileiro, ele é desconhecido da maior parte da torcida do país natal. Começou há cinco anos, no Grêmio Mangaratibense, da Terceira Divisão do Campeonato Carioca. Visto por um empresário, foi levado para Portugal. Agora, chega com boas credenciais: gols contra os poderosos Barcelona e no Real Madrid no último campeonato espanhol.

Aos 26 anos, ele vai assinar um contrato de cinco anos com o Palmeiras e, estima-se, custou cinco milhões de euros pagos ao Levante, dono de seus direitos econômicos. Mas Deyverson não se destacou só pelos gols. Tem, também, uma paixão chamada Neymar.

Feliz cumpleaños mi hermanito! Salud y felicidad siempre!! 👊🏼👏🏼🎂#neymar #neymarjr #futbol

A post shared by Deyverson Oficial (@deyversonoficial) on

O novo palmeirense é fã declarado do jogador da Seleção Brasileira. Garantiu ter trocado já cinco camisas com o craque em partidas pelo Campeonato Espanhol. E levou até uma bronca do treinador do Alavés por ficar, antes de um jogo, admirando o camisa 11 do Barcelona. No Brasil, não vai ter moleza. Sem sonhar, Deyverson!

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrot
Jornalista, curioso e apaixonado por futebol