Futebol brasileiro
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol brasileiro
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol brasileiro
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Árbitro comemora fim de jogo como se fosse um gol e deixa gremistas irritados

PTorre
há 3 meses43.6k visualizações
Árbitro comemora fim de jogo como se fosse um gol e deixa gremistas irritados
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

É mais do que comum ver comemorações inusitadas de jogadores e técnicos na beira do gramado depois do apito final de um jogo. Mas de árbitro, não. Foi o que ocorreu ao fim do empate em 1 a 1 entre São Paulo e Grêmio, no Morumbi. Na hora, a reação passou quase batida, mas logo depois os gremistas fizeram questão de registrar o momento no mínimo inusitado de Ricardo Marques Ribeiro.

Antes do jogo, alguns gremistas levantaram até o histórico do time em jogos apitados por Ricardo Marques Ribeiro. E o retrospecto até então não era nada favorável.

A partida era importante para a disputa na parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro. Como o Corinthians vencera oo Fluminense por 1 a 0 no dia anterior, o Grêmio deveria vencer o São Paulo para no mínimo manter a distância de seis pontos para o líder. Com o empate, a vantagem corintiana aumentou para oitos pontos. Enquanto o primeiro colocado soma 40 pontos, o Tricolor Gaúcho chegou a apenas 32. Talvez por isso, os gremistas ficaram sem saber sobre o motivo da comemoração.

Alguns bem engraçadinhos diziam que a comemoração foi para segurar o Grêmio em casa.

Mas, no fim, houve que achou um motivo para a comemoração efusiva do árbitro ao apitar o fim de jogo no Morumbi. Uma autoavaliação da atuação.

A nova classificação da Chapecoense na Sul-Americana fez todo mundo se emocionar

PTorre
há 3 meses9.4k visualizações
A nova classificação da Chapecoense na Sul-Americana fez todo mundo se emocionar
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Palco de enormes emoções em 2016, com doses de alegria e tristeza, a Arena Condá, em Chapecó, voltou a viver uma noite intensa. A Chapecoense venceu o Defensa e Justicia, da Argentina, por 1 a 0 no tempo normal e por 4 a 2 nos pênaltis, garantindo a vaga para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. O clube viajava para a Colômbia, onde enfrentaria o Atlético Nacional na decisão da competição em 2016, quando avião com a delegação caiu em Medellín.

O acidente que vitimou mais de 70 pessoas comoveu todo o continente sul-americano e a Chapecoense acabou declarada campeã da Copa Sul-Americana. Agora, busca o bicampeonato. A classificação com muito suor, como nas etapas de 2016, fez muita gente se emocionar.

O grande heroi da noite foi o goleiro Jandrei. Ele defendeu duas cobranças na decisão por pênaltis. Os torcedores, claro, lembraram de Danilo, morto no acidente e que foi primordial com suas defesas para as seguidas classificações da Chapecoense em 2016.

Contra o Independiente, em 2016, Danilo defendeu quatro cobranças na mesma Arena Condá. Jandrei deixou claro o quanto pensa no ex-goleiro da Chape.

Classificada para as oitavas de final, a Chapecoense vai seguir a sua trajetória contra um rival brasileiro, o Flamengo, ou um chileno, o Palestino. No primeiro confronto entre as equipes, que voltam a se encarar em 9 de agosto, o time carioca venceu por 5 a 2 no Chile.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrot
Jornalista, curioso e apaixonado por futebol