Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
ic-spinner
У каждого есть своя история
Находите лучшие истории и интересных людей. Вдохновляйтесь ими и начинайте писать самостоятельно либо вместе с друзьями.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

PTorre
месяц назад34.4k просмотров
À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol
Рассказывайте о том, что вы любите, вместе с друзьями
Стать соавтором ▸

(Twitter / PSG)

Brigas por puro ego não são incomuns no futebol. A história é recheada de rivalidades entre estrelas do mesmo time que nem sempre acabam muito bem. A última que sacudiu o mundo foi a disputa pública entre Neymar e Cavani no PSG. Disputa não apenas por um pênalti, mas pelo poder, pelos holofotes e pelo protagonismo. Relembramos alguns casos que não deram muito certo.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Agif)

1 - Romário e Edmundo no Vasco

Revelados pelo clube carioca, os atacantes voltaram a se encontrar em São Januário no ano de 2000. Época em que o clube montou uma verdadeira seleção para a disputa do Mundial de Clubes. Após a tentativa inicial de paz, não deu certo. Romário e Edmundo deixaram de ser amigos na fogueira de vaidades. O Animal chamou o Baixinho de "príncipe" e recebeu o troco, sendo chamado de "bobo da côrte". Seis meses depois, Edmundo deixou o Vasco.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Uefa / Divulgação)

2 - Ibrahimovic e Messi

A disputa nunca foi claramente pública e a passagem do atacante sueco pelo Barcelona foi um fracasso. Embora já tenha criticado publicamente o técnico Pep Guardiola e elogiado Messi, um dos problemas apontados nos bastidores do Barcelona para o insucesso da dupla foi a briga de egos. Ibrahimovic gostaria de ser a referência no ataque, quando Messi atuava como falso 9. O sueco durou uma temporada, arrumou as malas e foi para o Milan.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Twitter / Sport)

3 - Vanderlei Luxemburgo e Marcelinho Carioca

Nos anos 90, ambos trabalhavam juntos no Corinthians e na seleção brasileira. Ainda assim, não se entendiam. Marcelinho mais tarde chegou a declarar que teve sua passagem pelo time nacional atrapalhada por Luxemburgo. Em um programa de tv mais tarde, ambos discutiram e trocaram ameaças, deixando claro o desgosto de parte a parte.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Twitter / Manchester United)

4 - Mourinho e Guardiola

Companheiros nos anos 90 no Barcelona, enquanto um era volante do time e outro auxiliar técnico, os dois cruzaram os bigodes anos mais tarde. No comando do Real Madrid, Mourinho não cansava de provocar Guardiola em coletivas de imprensa. Um dia, o catalão o respondeu atravessado, deixando claro que a rixa o incomodava. No livro "Guardiola - confidencial" é revelado que um dos fatores decisivos para a saída de Pep do comando do Barcelona foi um "cansaço mental" com as constantes disputas com José Mourinho.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Agif)

5 - Ney Franco e Rogério Ceni

Entre 2012 e 2013, Ney foi técnico do São Paulo, mas não se deu bem com o maior ídolo da história do clube, o então goleiro Rogério Ceni. Os dois se estranharam durante jogos, quando o então jogador contrariou instruções de Ney Franco. Após má campanha, Ney acabou demitido e detonou Rogério em entrevista. Segundo ele, o goleiro queimava outros atletas e era um dos problemas do São Paulo. Em contrapartida, Ceni respondeu que se tivesse tanta influência no comando do São Paulo "Ney Franco já estaria na rua há muito tempo". 

Lateral do PSG é chantageado por uma gravação comprometedora

PTorre
месяц назад26.0k просмотров
Lateral do PSG é chantageado por uma gravação comprometedora
Рассказывайте о том, что вы любите, вместе с друзьями
Стать соавтором ▸

(Twitter / Ligue 1)

Ser um jogador de um grande clube europeu significa, também, ser alvo de cobiça por conta da fama e, principalmente, do dinheiro. A toda hora surge a possibilidade de um golpista atacar em busca de grana fácil. Foi o que aconteceu com o lateral-esquerdo do PSG e da seleção da França Layvin Kurzawa.

De acordo com a Rádio Europe 1, o jogador estava em um bar com os amigos em Paris quando foi gravado criticando abertamente o técnico da França, Didier Deschamps. Em seguida, um trio de chantagistas entrou em contato com o lateral para ameaçá-lo com a divulgação do áudio caso não recebessem 100 mil euros.

Kurzawa decidiu acionar a polícia para resolver o assunto. Um encontro foi marcado com os bandidos, que tiveram os telefones grampeados pelas autoridades. Os três chantagistas acabaram presos, além de duas outras pessoas apontadas como envolvidas no caso. E Karzawa escapou de duas roubadas: não perdeu o dinheiro e não teve o áudio que poderia comprometer seu futuro na seleção francesa divulgado.

Вы прочитали историю
Story cover
написанную
Writer avatar
pedrot
Jornalista, curioso e apaixonado por futebol