Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

E de repente Paulinho já não tem tanta rejeição no Barcelona

PTorre
há um mês49.4k visualizações
E de repente Paulinho já não tem tanta rejeição no Barcelona
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

(Twitter / Barcelona)

Paulinho chegou ao Barcelona sob um mundo de desconfiança. Nenhum torcedor do clube parecia querer o volante no Camp Nou. Ainda sob o ódio da saída repentina de Neymar, os fãs do Barça fizeram um verdadeiro bullying com o jogador na sua chegada. Valeu até editar vídeo de embaixadinhas para mostrar uma suposta má qualidade técnica de Paulinho. Uma covardia.

Mas nada como um dia após o outro, o grande girar da bola. Paulinho estreou pelo Barcelona. E já é um grande sucesso. A rejeição diminuiu. Primeiro ele marcou um gol no finzinho do jogo para salvar o Barcelona diante do Getafe. Isso vindo do banco de reservas.

Então, no jogo seguinte Paulinho foi titular. O Barcelona fez nada menos do que 6 a 1 no Eibar no Camp Nou. Paulinho, de novo, fez gol. Mas não só isso. Desarmou, deu assistência. De tudo um pouco. Um luxo só.

E de repente Paulinho já não tem tanta rejeição no Barcelona

(Twitter / Barcelona)

O jogador já está tão à vontade no Barcelona que se entende muito bem com o dono do time. Messi está se fartando com Paulinho na equipe. E tome gols do camisa 10 em jogadas com o volante.

O início é tão arrasador que Paulinho já tem o mesmo número de gols pelo Barcelona da época do Tottenham, onde disputou 32 partidas e foi considerado um grande fracasso. Mas o que fica, mesmo, é aquela pergunta.

Sabe-se lá, né...

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

PTorre
há um mês34.5k visualizações
À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

(Twitter / PSG)

Brigas por puro ego não são incomuns no futebol. A história é recheada de rivalidades entre estrelas do mesmo time que nem sempre acabam muito bem. A última que sacudiu o mundo foi a disputa pública entre Neymar e Cavani no PSG. Disputa não apenas por um pênalti, mas pelo poder, pelos holofotes e pelo protagonismo. Relembramos alguns casos que não deram muito certo.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Agif)

1 - Romário e Edmundo no Vasco

Revelados pelo clube carioca, os atacantes voltaram a se encontrar em São Januário no ano de 2000. Época em que o clube montou uma verdadeira seleção para a disputa do Mundial de Clubes. Após a tentativa inicial de paz, não deu certo. Romário e Edmundo deixaram de ser amigos na fogueira de vaidades. O Animal chamou o Baixinho de "príncipe" e recebeu o troco, sendo chamado de "bobo da côrte". Seis meses depois, Edmundo deixou o Vasco.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Uefa / Divulgação)

2 - Ibrahimovic e Messi

A disputa nunca foi claramente pública e a passagem do atacante sueco pelo Barcelona foi um fracasso. Embora já tenha criticado publicamente o técnico Pep Guardiola e elogiado Messi, um dos problemas apontados nos bastidores do Barcelona para o insucesso da dupla foi a briga de egos. Ibrahimovic gostaria de ser a referência no ataque, quando Messi atuava como falso 9. O sueco durou uma temporada, arrumou as malas e foi para o Milan.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Twitter / Sport)

3 - Vanderlei Luxemburgo e Marcelinho Carioca

Nos anos 90, ambos trabalhavam juntos no Corinthians e na seleção brasileira. Ainda assim, não se entendiam. Marcelinho mais tarde chegou a declarar que teve sua passagem pelo time nacional atrapalhada por Luxemburgo. Em um programa de tv mais tarde, ambos discutiram e trocaram ameaças, deixando claro o desgosto de parte a parte.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Twitter / Manchester United)

4 - Mourinho e Guardiola

Companheiros nos anos 90 no Barcelona, enquanto um era volante do time e outro auxiliar técnico, os dois cruzaram os bigodes anos mais tarde. No comando do Real Madrid, Mourinho não cansava de provocar Guardiola em coletivas de imprensa. Um dia, o catalão o respondeu atravessado, deixando claro que a rixa o incomodava. No livro "Guardiola - confidencial" é revelado que um dos fatores decisivos para a saída de Pep do comando do Barcelona foi um "cansaço mental" com as constantes disputas com José Mourinho.

À la Neymar x Cavani: cinco famosas brigas de egos no futebol

(Agif)

5 - Ney Franco e Rogério Ceni

Entre 2012 e 2013, Ney foi técnico do São Paulo, mas não se deu bem com o maior ídolo da história do clube, o então goleiro Rogério Ceni. Os dois se estranharam durante jogos, quando o então jogador contrariou instruções de Ney Franco. Após má campanha, Ney acabou demitido e detonou Rogério em entrevista. Segundo ele, o goleiro queimava outros atletas e era um dos problemas do São Paulo. Em contrapartida, Ceni respondeu que se tivesse tanta influência no comando do São Paulo "Ney Franco já estaria na rua há muito tempo". 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrot
Jornalista, curioso e apaixonado por futebol