Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Goleiro brasileiro falha em clássico inglês na estreia pelo time de Guardiola

PTorre
há 3 meses2.8k visualizações
Goleiro brasileiro falha em clássico inglês na estreia pelo time de Guardiola
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Pep Guardiola é exigente demais quando se trata de desempenho dos seus jogadores em campo. Para os goleiros, por exemplo, não basta jogar bem com as mãos. Tem de saber utilizar os pés. Por isso, em sua chegada ao Manchester City, na última temporada, o goleiro Joe Hart, ídolo do clube, acabou negociado. O chileno Claudio Bravo, ex-Barcelona, foi contratado, mas também não convenceu. Guardiola, então, foi decisivo.

Apoiado pelos euros dos árabes donos do City, o técnico buscou o goleiro brasileiro Ederson no Benfica, de Portugal. E não poupou despesas. Nada menos do que 40 milhões de euros (R$ 145 milhões) foram gastos no negócio. A segunda maior transação de goleiros da História, só atrás da negociação de Buffon, do Parma para a Juventus, em 2001, por 52 milhões de euros.

Tudo muito bom, tudo muito bem. A expectatica era grande. Ederson, então, estreou no clássico de Manchester, City x United, em Houston, nos Estados Unidos, onde o time fazem pré-temporada. E não foi nada empolgante. Afoito, ele falhou ao sair da área no primeiro gol dos Red Devils, assinalado pelo belga Lukaku.

Muita gente lamentou a falta de sorte que Guardiola anda colecionado com seus goleiros.

Já outros, mais dramáticos, pediram a aposentadoria do técnico se ele novamente não acertar com a contratação de um goleiro nessa temporada

"Se Ederson também fracassar, Guardiola deveria se aposentar"

Certo é que o torcedores do Manchester City vão ver Ederson de perto por muito tempo. O goleiro da Seleção Brasileira e revelado nas categorias de base do São Paulo assinou contrato de seis anos com o clube inglês. 

Neymar fora? Relembre outras cinco saídas de brasileiros do Barcelona

PTorre
há 3 meses1.5k visualizações
Neymar fora? Relembre outras cinco saídas de brasileiros do Barcelona
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Não tem jeito. O assunto do futebol mundial no momento é a possível transferência de Neymar do Barcelona para o Paris Saint-Germain por nada menos do que 222 milhões de euros (R$ 810 milhões). O negócio parece ter esquentado e na Europa há quem garanta que até terça-feira ele será sacramentado. A torcida do clube espanhol já torce o nariz para o craque brasileiro. Parece quase tradição. Brasileiros têm sucesso na Catalunha, mas a saída do clube nem sempre é de maneira tão amistosa. Vale lembrar os outros casos.

1 - Romário

Neymar fora? Relembre outras cinco saídas de brasileiros do Barcelona

Herói do Tetra, o Baixinho fez chover em sua curta passagem pelo clube espanhol. Após deixar o PSV Eindhoven, da Holanda, Romário vestiu a camisa 10 no Camp Nou e arrebatou a todos com 53 gols, alguns até hoje inesquecíveis. Ganhou do lendário craque holandês Johan Cruyff, então técnico do Barcelona, o apelido de "Gênio da Grande Área". Após a conquista do tetra com o Brasil, na Copa dos EUA, em 1994, ele quis voltar ao país natal. Foi vendido ao Flamengo por 4,5 milhões de dólares, uma fortuna da época, ainda com o título de melhor do mundo no bolso. Muitos torcedores não gostaram e lamentam até hoje a saída precoce após uma temporada.

2 - Ronaldo

Neymar fora? Relembre outras cinco saídas de brasileiros do Barcelona

O atacante ainda não era o Fenômeno, apelido que só ganharia na Itália, mas fez parte dos sonhos dos torcedores do Barcelona na temporada 1996/1997, quando foi eleito pela primeira vez o melhor do mundo. Foram nada menos do que 47 gols em 49 jogos, alguns fantásticos e celebrados até hoje. Assim como Romário, foi comprado do PSV Eindhoven, da Holanda, por 20 milhões de dólares e ficou apenas uma temporada. A Internazionale de Milão pagou os 32 milhões de dólares da multa do atacante e o levou para a Itália, sob protestos dos torcedores com a decisão do jogador.

3 - Rivaldo

Neymar fora? Relembre outras cinco saídas de brasileiros do Barcelona

Ronaldo saiu e mais um R brasileiro chegou para arrebatar Barcelona. Camisa 10, canhota afiada, timidez. Rivaldo era outro craque dos sonhos da Catalunha. Passou cinco anos no Barcelona e, mesmo em tempos bicudos, com uma equipe desorganizada e um clube perdido na administração, chegou a ser o melhor do mundo em 1999 depois de atuações espetaculares. Foram 136 gols de todas as maneiras em 230 partidas. A chegada do técnico holandês Louis van Gaal, desafeto conhecido de brasileiros, encurtou sua passagem. Após a Copa de 2002, foi liberado do último de contrato e acertou com o Milan.

4 - Ronaldinho

Neymar fora? Relembre outras cinco saídas de brasileiros do Barcelona

O craque dentuço fez o caminho inverso que Neymar deverá fazer em 2017. Ronaldinho era destaque no Paris Saint-Germain e se transferiu para o Barcelona na temporada 2002/2003 por 21 milhões de euros. É apontado como o responsável pelo início da transformação do Barcelona rumo aos anos mais brilhantes da História do clube. 94 gols em 207 jogos, conquista de Liga dos Campeões, Campeonato Espanhol e dois títulos de melhor do mundo. Um show. Com a chegada de Guardiola em 2008, Ronaldinho já estava em queda, questionado pelo desempenho animado na noite europeia. Acabou negociado, a contragosto, com o Milan por 18,5 milhões de euros.

5 - Daniel Alves

Neymar fora? Relembre outras cinco saídas de brasileiros do Barcelona

O lateral-direito pode ser companheiro de Neymar mais uma vez, agora no PSG. No Barcelona, ele marcou época durante oito temporadas. Chegou ao clube em 2008, vindo do Sevilla, por 34 milhões de euros. Virou um dos coadjuvantes de luxo da Era Messi e Guardiola, conquistou todos os títulos possíveis e ficou marcado pelo futebol e pela irreverência. Fora de campo, as papas na língua sempre deram o que falar em possíveis renovações. Em um primeiro momento, ficou no clube. Mas depois deixou a Catalunha magoado com o tratamento dos dirigentes, a quem chamou de falsos. Acertou com a Juventus e, agora, espera para iniciar a temporada na França. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrot
Jornalista, curioso e apaixonado por futebol