Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

'Profecia' com brasileiros no PSG anima torcedores para a Copa da Rússia

PTorre
há 3 meses34.4k visualizações
'Profecia' com brasileiros no PSG anima torcedores para a Copa da Rússia
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Que a transferência de Neymar do Barcelona para o PSG empolgou vários torcedores ao redor do mundo é uma certeza. Mas futebol carrega sempre um ingrediente de superstição, um ar misterioso, uma coincidência do além. Por isso, muitos brasileiros acreditam que nada é por acaso e a chegada do craque ao clube francês é a sequência de uma profecia que culminará no Brasil campeão do mundo em 2018.

'Profecia' com brasileiros no PSG anima torcedores para a Copa da Rússia

Tudo começou com a transferência de Raí em 1993 para o PSG. Craque e grande ídolo do São Paulo, bicampeão da Libertadores e do Mundial de clubes, o meia era também o camisa 10 da Seleção Brasileira. Iniciou a Copa dos Estados Unidos de 1994 com esse status, embora tenha sido barrado por Mazinho ao longo da competição. Em um ano desembarcou em Paris, no outro foi tetracampeão mundial. E assim a lógica seguiu no penta.

Ronaldinho Gaúcho era promissora revelação do Grêmio, convocado frequentemente para a Seleção Brasileira. Com tanto destaque acabou contratado pelo PSG em 2001. Encantou a frança com dribles e jogadas plásticas. E, de novo, a profecia seguiu. Ronaldinho no PSG em um ano, campeão mundial com a Seleção Brasileira no ano seguinte. R10 vestia a camisa 11 em 2002, mas era titular absoluto do time de Luiz Felipe Scolari, o Felipão.

Agora a bola está com Neymar. Contratado a peso de ouro pelo PSG, o atacante movimentou a torcida ao ser apresentado neste sábado a ela no Parc des Princes, em Paris, antes do jogo entre PSG e Amiens, na estreia do Campeonato Francês. Neymar é camisa 10 do clube parisiense e também da Seleção Brasileira. O Brasil já está classificado para a Copa da Rússia. Ao que parece, o hexa está chegando. 

Futebol inglês lança regra: quem fingir que sofreu falta será punido

PTorre
há 3 meses42.8k visualizações
Futebol inglês lança regra: quem fingir que sofreu falta será punido
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Simular uma falta não vai ser encarado como um ato simples  de um jogo na Inglaterra nesta nova temporada. A Federação Inglesa de Futebol (FA) decidiu abrir guerra contra os chamados "divers", geralmente atacantes que simulam faltas e pênaltis e comprometem o desenrolar das partidas e as atuações dos árbitros. Desta vez, a punição será rigorosa.

Uma comissão será formada para analisar os lances que resultarem em expulsão ou pênalti. Serão três membros: um ex-técnico, um ex-jogador e um ex-árbitro a bater o martelo. Caso o jogador tenha mesmo simulado, na visão da comissão, ele será punido com dois jogos de suspensão. E se tentar repetir a prática, o jogador será considerado reincidente e a punição deverá aumentar.

Já os prejudicados pelos "divers" serão perdoados pela Federação Inglesa caso o erro seja constatado. Se um atleta foi expulso, por exemplo, o cartão vermelho será anulado e a suspensão automática não irá valer, liberando o jogador para disputar a rodada seguinte.

Na Espanha, os simuladores de falta também são criticados e chamados de "piscineros". Neymar foi um dos que mais sofreu com a fama quando chegou no futebol europeu. Mas o campeão, mesmo, parece ser o atacante holandês Robben, atualmente no Bayern de Munique. Uma simulação ficou famosa na partida entre Holanda e México pela Copa de 2014, no Brasil.

Para sorte de Robben, ele deixou o futebol inglês há mais de dez anos, quando saiu do Chelsea para o Real Madrid. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrot
Jornalista, curioso e apaixonado por futebol