Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Futebol internacional
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Um time português criou uma tática revolucionária para não ser atacado

PTorre
há um mês49.0k visualizações
Um time português criou uma tática revolucionária para não ser atacado
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

(Twitter / Vitória de Guimarães)

Clube de porte médio em Portugal, o Vitória de Guimarães estreou na primeira fase da Liga Europa em casa, quando recebeu o Red Bull Salzburg, da Áustria. O jogo corria normalmente no estádio dom Afonso Henriques quando, de repente, uma tática revolucionária para impedir o avanço do rival foi criada espontaneamente pelos portugueses.

Durante um ataque do Red Bull, o sistema de irrigação do campo do estádio Dom Afonso Henriques simplesmente foi acionado por acidente. E o jogo teve de ser interrompido. A cena foi hilária.

O time português até fez 1 a 0, mas cedeu o empate ainda no primeiro tempo. A partida terminou empatada em 1 a 1. Mas o sistema de irrigação ligado acidentalmente não foi o único destaque do jogo. De quebra, o Vitória de Guimarães ainda se tornou o primeiro clube europeu a disputar uma competição internacional na Europa sem....um jogador europeu. Confuso? Mas é isso mesmo.

Um time português criou uma tática revolucionária para não ser atacado

(Twitter / Vitória de Guimarães)

Nenhum dos 11 jogadores que começaram o jogo pelo Vitória de Guimarães tinha nascido na Europa. O time teve quatro brasileiros, dois colombianos, um uruguaio, um venezuelano, um marfinense e um ganense. penas no segundo tempo, com a entrada de Kiko, um português, o Vitória teve um representante do Velho Continente de seu lado. História feita...

A marcha de torcedores alemães por Londres vai te deixar impressionado

PTorre
há um mês27.9k visualizações
A marcha de torcedores alemães por Londres vai te deixar impressionado
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

(Reprodução)

Fundado em 1948, o FC Köln, conhecido por aqui como Colônia, fez sucesso no futebol alemão nos anos 60 e 70, quando conquistou o campeonato nacional três vezes. Depois viveu momentos de crise, foi rebaixado e voltou à elite do futebol da Alemanha, a Bundesliga, há pouco tempo. Por isso, o retorno a uma competição internacional depois de mais de duas décadas, nesta temporada, era considerado o evento mais importante em anos para a torcida do clube.

O primeiro confronto pela Liga Europa seria contra o Arsenal, da Inglaterra. Não deu outra: os torcedores do Colônia invadiram Londres e marcharam pela cidade rumo ao Emirates Stadium, palco do confronto. A cena dos torcedores marchando pela cidade, gritando e cantando teve enorme repercussão e deixou os ingleses em choque.

O problema é que a empolgação foi grande até demais. De acordo com os cálculos dos policiais ingleses, cerca de 20 mil alemães marcharam até a entrada do Emirates Stadium. Lá foram parados pela polícia. Só passaria quem tivesse ingresso. Mas o detalhe: eram apenas três mil lugares disponíveis para os alemães.

Claro que houve confusão. Uma pancadaria na porta do estádio manteve os portoes fechados e causou muita apreensão. O jogo foi adiado por uma hora até que todos que tivessem ingresso pudessem ser identificados e entrar no Emirates. Dentro do estádio, os alemães fizeram a festa, acenderam sinalizadores. E explodiram de emoção quando o Colônia fez 1 a 0.

Mas nem tudo foi alegria para a invasão do Colônia. O Arsenal virou o jogo no segundo tempo, fez 3 a 1 e conseguiu vencer os "intrusos" em solo inglês. As cenas da invasão, no entanto, já são História.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrot
Jornalista, curioso e apaixonado por futebol