ESPORTES

Meia do Palmeiras se aposenta de seleção por 'falta de motivação'

PTorre
Author
PTorre
Meia do Palmeiras se aposenta de seleção por 'falta de motivação'

Um dos momentos mais difíceis da carreira de um jogador é entender quando é necessário encerrar um ciclo. Ainda mais o momento de parar de vestir as cores de seu país. Foi o que aconteceu com Alejandro Guerra, meia de 32 anos do Palmeiras. Ele anunciou que não irá mais disputar jogos pela Venezuela.

Guerra chegou ao Palmeiras depois de uma temporada no Atlético Nacional de Medellín, da Colômbia. Ele defendia a seleção do país desde 2006. A Venezuela atualmente é a lanterna das Eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018, na Rússia. Foram dez derrotas em 14 jogos e o time não tem mais chances de classificação.

Por isso, Guerra admitiu falta de motivação para seguir em frente e participar do próximo ciclo em busca da vaga na Copa de 2022, no Qatar, quando já terá 37 anos.

"Eu pensei muito com minha família, meu povo, e o que mais me motivou foi pensar em um bem para a seleção, meu futuro também, porque meu futuro agora não está na seleção, porque eu tenho uma idade em que a motivação de jogar as eliminatórias é de poder chegar a um Mundial e eu já não tenho essa motivação", disse Guerra em um comunicado.

Quem comemorou a notícia foram os torcedores do Palmeiras. A partir de agora o meia não será mais desfalque devido a convocações pela Vinotinto, apelido da seleção venezuelana.