ESPORTES

Os brasileiros amaram a classificação da Jamaica para a final da Copa Ouro

PTorre
Author
PTorre
Os brasileiros amaram a classificação da Jamaica para a final da Copa Ouro

A paixão dos brasileiros pela Jamaica já vem de longe. Desde o embalo das canções de Bob Marley e sua famosa visita ao Rio de Janeiro nos anos 80 à seleção dirigida por Renê Simões na Copa de 1998. Há um carinho pelos chamados Reggae Boyz.

Por isso, os brasileiros foram às redes sociais comemorar a bela vitória dos jamaicanos sobre o México na semifinal da Copa Ouro, uma competição bienal entre seleções das América Central e do Norte. O gol saiu aos 42 minutos do segundo tempo, em bela cobrança de falta de Kemar Lawrence. 1 a 0 chorado. Tão emocionante que chegaram a colocar a trilha do filme TITANIC no lance.

O carinho dos brasileiros foi instantâneo. Até porque há um atacante chamado Romario Willians no time jamaicano. Uma homenagem, claro, ao herói do Tetra, baixinho Romário. Detalhe: Willians nasceu um mês depois de a Seleção Brasileira ser campeã mundial nos Estados Unidos, em 1994. É muito amor.

E muito carisma.

O gol que colocou a Jamaica na final da Copa Ouro contra os Estados Unidos deixou o técnico do time, Theodore Whitmore, estupefato. Saca só os olhos arrealados dele, ex-jogador do time e autor dos dois gols da Jamaica em uma Copa do Mundo, em 1998.

Esta será a segunda vez na História em que a Jamaica vai disputar a final da Copa Ouro. Em 2015, ela também chegou na decisão, mas acabou derrotada pelo próprio México por 3 a 1. O rival de agora será os Estados Unidos, na quarta-feira. Go, Reggae Boyz!