ESPORTES

Raí voltou ao São Paulo; Relembre outros ídolos que viraram dirigentes

Autor
Raí voltou ao São Paulo; Relembre outros ídolos que viraram dirigentes

(Twitter / SPFC)

Raí assumiu o posto de diretor de futebol do São Paulo como uma esperança de corrigir os rumos tortos de 2017 do clube. Apresentou-se, falou em muito trabalho e virou a cara para o Tricolor do Morumbi ressurgir na próxima temporada. Tarefa difícil. Afinal, quantos ídolos já se tornaram dirigentes em clube e tiveram dificuldades? Relembremos alguns.

Zico

Raí voltou ao São Paulo; Relembre outros ídolos que viraram dirigentes

(Agif)

O Galinho de Quintinho, maior ídolo da História do Flamengo, aceitou o convite da então presidente Patricia Amorim para ser o diretor de futebol rubro-negro. Sem grana em caixa, fez contratações consideradas bem questionáveis pela qualidade técnica e entrou em atrito com velhos cardeais do clube. Resultado: deixou a função em meio a um caldeirão rubro-negro e parece não mostrar vontade alguma de voltar ao cargo.

Raí voltou ao São Paulo; Relembre outros ídolos que viraram dirigentes

(Agif)

Leonardo

Ídolo de Flamengo e São Paulo no Brasil, Leonardo encerrou a carreira no Milan ovacionado em 2002. E rapidamente seguiu para a carreira de dirigente no clube italiano. Permaneceu assim por seis anos e levou jogadores como Kaká, Alexandre Pato e Thiago Silva para o clube italiano. Depois deixou o cargo de dirigente e passou a ser treinador do clube. Durou pouco, uma só temporada.

Raí voltou ao São Paulo; Relembre outros ídolos que viraram dirigentes

(Agif)

Branco

Lateral-esquerdo campeão mundial com a seleção brasileira em 1994, Branco sempre foi um ídolo do Fluminense, no qual conquistou o Campeonato Brasileiro de 1984. Em 2007, deixou o cargo de coordenador das divisões de base da CBF para se tornar coordenador técnico do Fluminense. Conquistou a Copa do Brasil no mesmo ano e foi vice da Libertadores em 2008 e, em 2009, deixou o clube por atritos com a diretoria.

Raí voltou ao São Paulo; Relembre outros ídolos que viraram dirigentes

(Agif)

Alessandro

Lateral com passagem marcante pelo Corinthians, capitão do time campeão da Libertadores e mundial, Alessandro assumiu a função como gerente de futebol no Timão. E vem conseguindo sucesso. Afinal é o atual campeão brasileiro. Ainda assim, ele está ameaçado de demissão caso o ex-presidente Andrés Sanchez volte ao cargo. Dureza.

Raí voltou ao São Paulo; Relembre outros ídolos que viraram dirigentes

(Agif)

César Sampaio

Integrante do time vencedor dos anos 90 do Palmeiras e titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1998, o ex-volante voltou ao Verdão em 2011 como gerente de futebol. Durou pouco tempo. No ano seguinte ele deixou o clube, que vivia dificuldades financeiras.